Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Setembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas/Abrantes | PSD passa testemunho a Rui Mesquita e João Fernandes com listas concluídas (c/ vídeo)

Aconteceu nesta terça-feira à noite a passagem de testemunho ao cabeça de lista da Câmara Municipal, que passa a ser oficialmente Rui Mesquita e também do cabeça de lista à Assembleia Municipal, João Salvador Fernandes, na sede da Comissão Política do PSD de Abrantes. O cabeça de lista reforçou que a candidatura ‘Abrantes Viva’ está pronta para ir a jogo e acredita na candidatura enquanto projeto ganhador. “Temos massa humana, temos vontade, só não temos uma coisa… não intimidamos ninguém. Fora isso, temos tudo”, afirmou, tendo assegurado criar 200 postos de trabalho no 1º ano de mandato e mais de 1500 em quatro anos, se for eleito presidente. Segundo Rui Santos, presidente da concelhia e número 2 da vereação, as listas estão concluídas e faltam apresentar apenas 3 candidaturas a 3 Assembleias de Freguesia, que acontecerão brevemente. O número 3 da vereação será Paula Moura Ramos, de Tramagal,Técnica Superior do IEFP.

- Publicidade -

“Este projeto há muito que vinha a ser construído. Ainda sem o PSD ter qualquer candidato. Há muito que a Comissão Política do PSD delineava aquilo que entendia ser as linhas estratégicas para a candidatura autárquica de 2017”, contextualizou Rui Santos.

“Foi fácil para nós, e com a rapidez que o fizemos, proceder à alteração necessária. Entendemos que o novo rosto teria de ser uma pessoa que já há muito nos acompanhava, que conhecesse por dentro e por fora todos os objetivos do PSD, que conhecesse o concelho e que, apesar de não ter nascido em Abrantes, mas que adotou esta cidade com poucos meses de vida. Teria de ser uma pessoa que pelo seu percurso profissional desse garantia de continuidade deste projeto. Teria de ser uma pessoa que continuasse a unir todos os candidatos desta candidatura. E teria de ser uma pessoa que conseguisse, tal como o Arquiteto Castelbranco fazia, falar para fora”, disse, apresentando Rui Mesquita como cabeça de lista da candidatura à Câmara Municipal.

- Publicidade -

Segundo o presidente da CPS, trata-se de “uma pessoa com visão, dedicação e com coragem para enfrentar este grande desafio que é as eleições autárquicas, destronar o Partido Socialista que governa este concelho há 36 anos”.

Rui Baptista dos Santos, Rui Mesquita e João Salvador Fernandes. Foto: mediotejo.net

Já Rui Mesquita disse, em declarações ao mediotejo.net, que o objetivo desta candidatura é “fazer mais e melhor por Abrantes”. Quanto aos “percalços” superados pelo PSD após as alterações às listas de candidatura à Câmara e à Assembleia Municipal, Rui Mesquita referiu que a CPS do PSD de Abrantes deu “um excelente exemplo de superação, de alternativa”, mostrando estar “preparados para suprir qualquer tipo de problema que possa surgir”.

Anunciando que brevemente será apresentado “o programa completo da candidatura”, do qual os candidatos oficialmente indicados nesta tarde haviam já falado, nomeadamente no âmbito do desenvolvimento económico e empresarial, com medidas de fixação de empresas e criação de postos de trabalho no concelho, bem como estágios de um ano financiados pela autarquia nas empresas locais. Também o combate à desertificação merece foco neste programa, com incentivos à fixação de população e apoio à fixação de jovens no centro histórico da cidade.

Foto: mediotejo.net

João Salvador Fernandes, atual candidato à Assembleia Municipal, substituiu Rui Mesquita, anteriormente apontado para o lugar. “Não tivemos qualquer dúvida”, uma vez que a CPS acredita que o atual candidato “conhece por dentro e por fora o projeto, porque é também um dos seus mentores, é abrantino, conhece o concelho, é uma pessoa também com muita coragem, com visão e com sentido de estratégia que muitos não têm”.

Para João Fernandes, o projeto ‘Abrantes Viva’, na sua visão, segue o lema das três setas da social-democracia, bem como o tríptico de valores, liberdade, igualdade e solidariedade. Referiu o candidato à Assembleia que no município de Abrantes “não há igualdade porque não há oportunidades similares para todos, e porque existem freguesias esquecidas, pessoas condenadas ao esquecimento, à exclusão, a serem supérfluos. Também não existe liberdade; primeiro, porque esta não é possível sem igualdade, é a minha maneira de ver. Não há liberdade onde existe medo, não é possível sem emprego estável e remunerado, sem saúde e segurança, sem o que permite às pessoas superar o medo (…) que está por aí e que impede que as pessoas tentem algo de novo, de diferente”, disse, acrescentando que “uma Abrantes Viva é um município cheio de gente, é isso que nós queremos, em que temos igualdade, liberdade e solidariedade”.

O candidato deixou ainda a aspiração de uma Assembleia “mais transparente e digna, que respeita os tempos regimentais com tolerância, mas sem permissividade tendenciosa, que é o nós temos. Continuamos a desejar uma Assembleia que não seja uma mera formalidade, um mero carimbo das decisões tomadas em reunião de Câmara em que não se discute nada, apenas se aprova. E continuamos a desejar uma Assembleia com mais participação dos cidadãos, e para isso também eles têm que saber que ela existe, porque tanto quanto eu sei… a maior parte das pessoas nem sabe quando se realiza. E não é por não tentarem procurar essa informação, é porque ela não existe ou chega tarde”.

João Salvador Fernandes apresentou ainda duas medidas concretas, entre elas o projeto Gerir Melhor e Otimizar com estágios financiados (experiência de aprendizagem) para licenciados em Gestão ou áreas similares, que potenciariam as coletividades, associações e empresas. Também os benefícios à fixação de população jovem em todo o concelho fazem parte das medidas sociais-democratas. A internacionalização do concelho, o projeto Viajar em Abrantes, “interação proveitosa com as cidades estrangeiras geminadas com Abrantes, e outras parcerias, aproveitando os canais diplomáticos já existentes para potenciar o turismo e a sua expressão cultural fora de portas”.

Foto: mediotejo.net

Rui Santos, CPS PSD: “Iremos a jogo em todas as freguesias, com excelentes candidatos, com excelentes programas, e sobretudo, com vontade de mudar Abrantes, de pôr Abrantes Viva”

Confrontado com o processo de alterações às listas, Rui Santos, presidente da CPS do PSD de Abrantes referiu ter sido um processo que o PSD “resolveu rapidamente, exatamente porque temos as nossas fileiras homens e mulheres que consideramos que estão preparados para este grande desafio que é ganhar a CM Abrantes”, fazendo notar que “as listas estão concluídas”

Das 13 freguesias do concelho, faltam apresentar candidatos de apenas 3. “Falta apresentar Carvalhal, Pego e UF de São Facundo e Vale das Mós (…) não foram feitas hoje por uma questão de coerência e de tratamento igual com as outras candidaturas às outras freguesias. Os candidatos estão de férias e assim que todos regressarem serão feitas essas apresentações”, garantiu o presidente da Comissão Política do PSD de Abrantes.

Rui Santos entende que a secção abrantina do PSD trata-se de “um partido aberto quer a pessoas, quer a ideias” o que permitiu a “rápida solução” no que toca à alteração de listas devido ao pedido de substituição do ex-candidato à CMA, António Castelbranco e da ex-candidata à vereação, Renata Nader. Quanto ao pedido de substituição do até então cabeça de lista António Castelbranco, por motivos pessoais, que levou a um conjunto de alterações consequentes nas listas, Rui Santos referiu que se tratou de “uma circunstância de vida, e que temos de respeitar a decisão e desejando as melhores felicidades para os novos projetos que António Castelbranco irá ter no futuro”.

Na corrida à Câmara Municipal o PSD de Abrantes faz acompanhar Rui Mesquita na equipa da vereação por Rui Baptista dos Santos, também presidente da concelhia, de 45 anos, Oficial de Justiça, e Paula Moura Ramos, de 45 anos, Técnica Superior do IEFP. Juntando-se ao trio, completam a lista Carlos Tavares Simões, 41 anos, Assistente social no Projeto Homem, Fátima Alves Ferreira, 54 anos, Formadora de Trabalho, Inês Veiga, 20 anos, estudante de Ciência Política e Relações Internacionais, Joaquim Simplício, 58 anos, Solicitador.

Paula Moura Ramos, Técnica Superior do IEFP, é o número 3 da vereação. Foto: mediotejo.net

Os suplentes da vereação serão Silvana Duque, 46 anos, empresária, Carlos Ferreira, 61 anos, chefe de setor empresarial, Sónia Frade, 45 anos, advogada.

Já na lista encabeçada por João Salvador Fernandes na corrida à Assembleia Municipal de Abrantes constam Fernanda Aparício, Paula Tavares e Fernando Teimão.

 

Entrevista em vídeo na Conferência de imprensa desta terça-feira.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome