- Publicidade -

Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Autárquicas | Vítor Frazão está de volta e quer recuperar as relações com o Santuário de Fátima (c/vídeo)

O ex-presidente da Câmara de Ourém (2009), Vítor Frazão, apresentou na sexta-feira, 24 de março, a sua candidatura à Câmara Municipal através do MOVE – Movimento Independente. Foram ainda apresentados os candidatos a 11 juntas de freguesia, exceto Espite, e o candidato à Assembleia Municipal, António Agostinho.

- Publicidade -

Num discurso onde lembrou as motivações do compromisso de governabilidade realizado em 2013 com o PS, que não obteve a maioria, Vítor Frazão frisou o seu descomprometimento com o poder, lembrando que renunciou ao cargo de vereador em 2015 para dar oportunidade a outros elementos da lista e fazer “escola autárquica”. Agora o objetivo é ganhar a Câmara Municipal, tendo como uma das principais prioridades restabelecer as boas relações com o Santuário de Fátima.

Alfredo Silva (Alburitel), Carlos Silva (Atouguia), Nelson Antunes (Caxarias), Thierry Pereira (Fátima), Leonel Marques (Freixianda, Fárrio e Formigais), Élia Laíns (Gondemaria e Olival), Luís Reis (Matas e Cercal), João Pereira (Piedade), António Costa (Misericórdias), Leonel Gonçalves (Rio de Couros e Casal dos Bernardos) António Fialho (Seiça) e Rui Santos (Urqueira) são os candidatos às juntas de freguesia. Para a junta de Espite ainda se procura um candidato. O advogado António Agostinho, que chegou a ser vereador pelo PS no município, é o cabeça de lista à assembleia municipal.

- Publicidade -

As listas ainda não estão feitas e o programa eleitoral está por definir, frisando Vítor Frazão que quer contar com o contributo e ideias de toda a equipa. Para já o objetivo é juntar as assinaturas necessárias para poder formalizar a candidatura do MOVE às autárquicas de outubro.

Após o discurso inicial, Vítor Frazão respondeu às perguntas colocadas pelos jornalistas presentes. A sua primeira referência foi ao centenário das aparições de Fátima, referindo que se tivesse ganho “tudo faria para que as obras não ficassem tão para cima do joelho”.

- Publicidade -

Comentaria de seguida que “o Santuário de Fátima é uma entidade intocável”, lamentando os vários processos judiciais que se desenvolveram entre a instituição religiosa e o município desde que o PS venceu a Câmara Municipal em 2009 e que se prolongam até hoje. “Em ano de centenário não beneficiou ninguém”, salientou, adiantando posteriormente que um dos seus primeiro atos de campanha será contactar o Santuário de Fátima, por forma a procurar restabelecer a boa relação. “O Santuário de Fátima é o pulmão do concelho de Ourém”, sublinhou.

Caso volte a conquistar um lugar na vereação como em 2013, Vítor Frazão não exclui formar outro compromisso de governabilidade com qualquer partido que vença o executivo. Os grandes temas que deverão ser incluídos na sua campanha serão o Plano Diretor Municipal (PDM), o relacionamento com as instituições do concelho, em particular o Santuário de Fátima, a desburocratização das obras particulares, a educação, o empreendedorismo e os fundos comunitários, enumerou.

Vítor Frazão terminaria a referir que vai concorrer para dar a Ourém uma alternativa diferente aos grandes partidos, admitindo ter sido convidado, tanto pelo PS como pelo PSD, para integrar as respetivas listas à assembleia municipal. “Reconhecem que o MOVE tem muito valor”, frisou.

Já António Agostinho, advogado reformado, lembrou a sua passagem como vereador independente, pelo PS, na Câmara de Ourém, tendo-se retirado há muito da vida pública. “Demorei algum tempo a refletir”, referiu, explicando que o moveu as notícias sobre o município. “Talvez em Portugal não haja um concelho em que tanto se desconfie da classe política”, constatou.

Vítor Frazão, 64 anos, possui o Curso de Complemento de Formação de Professores de Trabalhos Manuais e Oficinais, nas áreas de têxteis e cerâmica, uma Licenciatura em História, uma Pós-Graduação em Gestão e Modernização Autárquica e um Mestrado em Cultura e Formação Autárquica. Foi presidente da Junta de Freguesia de Fátima, vereador, vice-presidente e presidente da Câmara Municipal de Ourém.

O lema desta campanha eleitoral é “Honestidade, Serenidade e Competência”.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome