Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Domingo, Setembro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Autárquicas | Vasco Estrela (PSD) recandidata-se em Mação com projeto de “continuidade” (C/VIDEO)

O presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, vai-se recandidatar pelo PSD nas eleições autárquicas de 2021, com o lema ‘Fazer com todos’, assumindo este terceiro mandato como a “continuidade a um projeto” iniciado em 2013. Na apresentação pública da candidatura, foi anunciada a equipa candidata ao executivo bem como os candidatos à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia do concelho.

- Publicidade -

Vasco Estrela, 50 anos, militante de base, advogado de formação e que está a concluir o seu segundo mandato, disse pretender dar continuidade ao projeto que começou em 2013 e que ainda apresenta objetivos por cumprir para Mação, município que tem sido sempre gerido pelas diretrizes do PSD e da extinta Aliança Democrática (AD).

“Estando a concorrer a um terceiro e último mandato, este terá de ser, naturalmente, de continuidade e consolidação do trabalho que vem sendo desenvolvido”, disse Vasco Estrela, tendo feito notar que, “contudo, o concelho, a região e o país têm desafios tremendos para os próximos anos que requererão de todos (…) determinação, convicção e coragem para os enfrentarmos”.

Questionado sobre quais os desafios que se colocam ao município de Mação nos próximos quatro anos e quais as soluções para os enfrentar, o candidato social-democrata apontou os fundos comunitários como ferramenta de intervenção aos eixos prioritários que sinalizou.

Vasco Estrela (PSD) recandidata-se em Mação com projeto de “continuidade”. Foto: mediotejo.net

“É meu entendimento que, além de tudo aquilo que deveremos fazer e aproveitar no âmbito de fundos comunitários e Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), devemos focalizar a nossa ação, sem menosprezar outras, nas áreas da ação social e saúde, educação e cultura, floresta e paisagem, desenvolvimento económico e empreendedorismo, regeneração urbana e modernização administrativa”, afirmou.

VIDEO: INTERVENÇÃO DE VASCO ESTRELA, CANDIDATO PSD A MAÇÃO:

Segundo antecipou Vasco Estrela, perspetiva-se “um tempo extraordinariamente difícil para os próximos anos” e que será, “ao mesmo tempo, um tempo desafiante e um tempo que requer ambição, requer saber e requer querer”, tendo apontado “projetos para concluir, obras para fazer, apoios sociais para intensificar, empreendedores que merecem ser apoiados” e “uma paisagem, um território e uma floresta que vai finalmente ter o tratamento que merece”.

Vasco Estrela lembrou ainda que, a partir de março de 2022, haverá descentralização de competências para as autarquias nas áreas da educação, saúde, cultura e ação social e que Mação vai ter “20 mil hectares para gerir” de floresta, “a última e a única oportunidade para concretizar aquilo que andamos (…) a dizer há mais de 15 anos”, notou, relativamente a um território com cerca de 400 quilómetros quadrados e uma vasta mancha florestal.

“Vai ser um esforço dantesco e que exigirá o compromisso de todos, mas mesmo de todos. Aqui, temos mesmo de fazer com todos, sob pena de perdermos uma oportunidade histórica de transformarmos o nosso concelho”, vincou.

O candidato, que apelou à “união de todos” depois do ato eleitoral de 26 de setembro, disse que “não é a altura de elencar projetos concretos”, tendo optado por deixar “pistas do que serão as prioridades para (…) um concelho mais desenvolvido” para o futuro.

Vasco Estrela apelou à “união de todos” depois do ato eleitoral de 26 de setembro. Foto: mediotejo.net

“Mação ainda está numa situação de enorme fragilidade em muitos aspetos e é de todo impossível contrariar algumas das dinâmicas depressivas que o concelho tem se andarmos de costas voltadas uns para os outros”, reiterou.

Nesse sentido, “a máxima para o próximo ato eleitoral e respetiva campanha será respeito absoluto pelos adversário e humildade perante os cidadãos deste concelho na certeza que, apesar do muito que fizemos, cometemos erros e poderíamos ter feito diferente e, porventura, melhor”, sendo que “a frase para o próximo ato eleitoral será – Fazer com Todos – frase e princípio que nos deverão acompanhar nos próximos quatro anos”.

A acompanhar Vasco Estrela na lista candidata à Câmara Municipal estão António Louro, Margarida Lopes, Vasco Marques, Luís Mário Marques, Tânia Pires, Ana Rita Basso, Jorge Dinis, Francisco Correia e Clara Minhoto.

A cerimónia de apresentação dos candidatos do PSD aos órgãos autárquicos do concelho de Mação teve lugar no Jardim Municipal. Foto: mediotejo.net

A cerimónia de apresentação dos candidatos do PSD aos órgãos autárquicos do concelho teve lugar no domingo, no Jardim Municipal, ou Jardim dos Peixinhos, e contou com as presenças de Francisco Gaspar, coordenador autárquico distrital, e de Isaura Morais, vice-presidente do PSD e ex-presidente da Câmara de Rio Maior, que destacou a amizade construída ao longo dos anos com o candidato social-democrata e ver “no Vasco o melhor daquilo que hoje (…) temos na política e nas autarquias”.

Isaura Morais, vice-presidente PSD. Foto: mediotejo.net

ÁUDIO: Isaura Morais, vice-presidente do PSD:

Francisco Gaspar, coordenador autárquico distrital, elogiou o candidato Vasco Estrela como sendo “de referência” num concelho onde a taxa de abstenção foi “das mais baixas do distrito (27%) e pediu mesmo à população que desse um sinal relativo ao “excelente trabalho” realizado reforçando a votação nas listas do PSD para alcançar os cinco vereadores e aumentar a representatividade nas freguesias e na Assembleia Municipal. 

Isaura Morais, Vasco Estrela e Francisco Gaspar. Foto: DR

ÁUDIO: Francisco Gaspar, coordenador autárquico distrital do PSD:

 

À Assembleia Municipal de Mação candidata-se pelo PSD o atual presidente daquele órgão autárquico, José Manuel Saldanha Rocha, sendo mandatário da candidatura José António Belo, presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mação e membro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Mação. 

Saldanha Rocha, ex-presidente da autarquia, disse ser “uma honra e um orgulho poder fazer parte deste universo de boa gente”, destacou o “rigor, seriedade e a sensibilidade” e, antes de fechar com um poema de Eugénio de Andrade, disse que “é bom” ouvir “falar de nós com respeito, com admiração e com boas referências sempre pelo trabalho que o concelho tem vindo a desenvolver com esta equipa”.

Saldanha Rocha, Comendador e ex-presidente da Câmara de Mação, recandidata-se à presidência da Assembleia Municipal. Foto: mediotejo.net

ÁUDIO: José Saldanha Rocha, candidato à Assembleia Municipal de Mação:

O PSD apresenta candidatura própria a cinco das seis freguesias do concelho, tendo decidido apoiar a candidatura independente a Amêndoa preconizada por Luís Lopes, atual presidente, eleito em 2017 pelo PS. Diogo Wahnon recandidata-se à presidência da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira, e Carlos Leitão concorre a um terceiro mandato à Junta de Freguesia de Cardigos

À Assembleia de Freguesia de Envendos candidata-se Raul Simões de Matos, para Ortiga avança como candidato Rui Matos, e à Junta de Freguesia de Carvoeiro, com Nuno Bragança a atingir o limite de mandatos, candidata-se Carla Martins, atual secretária do executivo.

Equipas de candidatos do PSD à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesias do concelho de Mação. Foto: mediotejo.net

Diogo Wahnon, candidato à presidência da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira, usou da palavra e falou em representação de todos os candidatos às Juntas de Freguesia do concelho.

Diogo Wahnon, candidato à presidência da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira. Foto: mediotejo.net

ÁUDIO: Diogo Wahnon, candidato à UF de Mação, Penhascoso e Aboboreira:

 

Nas últimas eleições autárquicas em Mação, o PSD elegeu quatro elementos para o executivo, e o PS elegeu um vereador.

O atual vereador do PS da Câmara de Mação, Nuno Barreta, também já anunciou a sua recandidatura nas eleições autárquicas do próximo dia 26 de setembro.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome