Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Autárquicas | Toda a cobertura da noite eleitoral, em direto, minuto a minuto

O jornal mediotejo.net preparou uma das maiores operações eleitorais de sempre para acompanhar os resultados das Eleições Autárquicas deste domingo. Os nossos jornalistas vão estar em direto esta noite a partir de vários pontos da região e na redação vamos divulgar, a partir das 21:00, minuto a minuto, toda a informação relativa a cada freguesia e a cada concelho, bem como as reações dos principais intervenientes.

- Publicidade -

Hoje são chamados a ir às urnas 9.306.120 eleitores e, quando esta noite começarem a ser conhecidos os vencedores e vencidos de mais um ato eleitoral, o país vai estar também a olhar para a abstenção, que nas últimas décadas cresceu praticamente a cada eleição autárquica.

Nas últimas eleições locais, em 2017, aumentou a participação eleitoral, interrompendo a tendência de agravamento da abstenção, que se situou nos 45%. Na altura, os partidos foram unânimes em saudar o feito e consideraram que a descida da abstenção era um bom sinal para a democracia e, potencialmente, um ponto de viragem relativamente à participação eleitoral. Esta noite esse será um dos primeiros resultados que iremos conhecer. Mas até à contagem dos últimos votos, pode contar com a nossa cobertura de todos os acontecimentos que interessam à região, e à forma como cada freguesia e cada concelho irá ser gerido, nos próximos quatro anos.

- Publicidade -

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome