Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas 2017 | Quaresma de Oliveira (PSD) quer Torres Novas com melhor qualidade de vida (c/vídeo)

O PSD de Torres Novas apresentou na segunda-feira à noite, 17 de abril, os cabeças de lista à Câmara e Assembleia de Torres Novas, assim como os líderes das listas às freguesias urbanas do concelho. A João Quaresma de Oliveira junta-se Rosa Amora, Maria Sotomayor e Tiago Ferreira. Tornar Torres Novas um dos concelhos “com melhor qualidade de vida no país” é um dos objetivos desta campanha, que reconhece que não será fácil vencer os socialistas.

- Publicidade -

Numa sessão com cerca de meia centena de pessoas, o PSD apresentou os elementos já definidos das suas listas. Na terça-feira, 18 de abril, uma reunião da concelhia deverá debater ainda os restantes concorrentes às juntas, assembleia e Câmara Municipal.

Maria Sotomayor concorre à União de São Pedro, Lapas e Ribeira Branca. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Para a União de São Pedro, Lapas e Ribeira foi apresentado o nome de Maria Sotomayor. “Entendo ter uma equipa de pessoas sólida e capaz” de fazer um bom trabalho, foi a mensagem da autarca.

Tiago Ferreira concorre à União de Santa Maria, Santiago e Salvador. Foto: mediotejo.net

Na União de Santa Maria, Santiago e Salvador foi anunciado o nome de Tiago Ferreira. “Resiliência e determinação” foram algumas das palavras chave que deixou, assim como alguns dos objetivos do seu programa: criar uma plataforma de comunicação, protocolos com a comunidade para a prática desportiva, criar dois gabinetes de apoio à comunidade, percursos pedonais e optimizar a gestão de recursos da junta de freguesia.

A lista à Assembleia Municipal será encabeçada por Rosa Amora, 49 anos, advogada com um extenso currículo ligado à assessoria do Governo, entre outros cargos em diferentes instituições, como diretora do Hospital de Torres Novas entre 2008 e 2011. “É com liberdade e independência que aceito este desafio”, frisou.

Rosa Amora é a cabeça de lista à assembleia municipal. Foto: mediotejo.net

Por fim, João Quaresma de Oliveira, 43 anos, regressa às lides autárquicas depois de um interregno de quase dez anos. O candidato à Câmara Municipal foi presidente da JSD de Torres Novas entre 1994 e 1997 e vereador entre 2001 e 2005, assumindo a concelhia em 2014.

“Entendo que a autarquia de Torres Novas não é nem pode ser uma instituição que se limita a assistir na bancada à evolução da cidade e do concelho. Pelo contrário. A autárquica deve-se afirmar como uma interveniente principal no desenvolvimento económico, social e cultural do concelho”, referiu no início do seu discurso.

Sob o lema “Novo rumo”, Quaresma de Oliveira afirmou que um dos desejos desta campanha é “fazer de Torres Novas um dos concelhos com melhor qualidade de vida do país”. Ainda não há um programa eleitoral concreto, prevendo-se a realização de um conjunto de mesas redondas para ouvir a população e definir a partir daí o caminho a seguir.

João Quaresma de Oliveira vai percorrer as associações do concelho e ouvir a população. Foto: mediotejo.net

Há já no entanto algumas ideias, que o candidato expressou brevemente no seu discurso. Optimizar a utilização dos espaços escolares fora do período letivo, continuar o esforço de dotar a cidade com instalações de desporto, apostar no planeamento urbano saudável e numa cidade e um concelho “verdadeiramente regenerados” foram alguns dos propósitos enumerados. O turismo é também uma das preocupações desta campanha, assim como uma maior atração de empresas.

À comunicação social, Quaresma de Oliveira mostrou-se admirado por ver presentes vários elementos do CDS, numa altura em que a coligação foi abandonada, e admitiu que derrotar quase 25 anos de domínio socialista não vai ser fácil. “Tenho a convicção que o trabalho é difícil, mas também tenho a convicção que a equipa de Pedro Ferreira não é muito forte”, constatou.

Sobre Henrique Reis, o anterior líder social democrata e atual vereador, o autarca manifestou o seu respeito pelo trabalho de muitos anos do colega de militância. “Respeito como militante histórico do PSD, que ganhou consecutivamente a sua junta de freguesia. Respeitei estes quatro anos que ele fez na Câmara Municipal, mas entendo que há que renovar”, terminou.

As eleições autárquicas realizam-se a 1 de outubro.

*Retificado às 18h20 de 18 de abril de 2017, sobre indicação de presença de elementos do CDS-PP

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome