Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | PS quer continuar a colocar Tomar no “caminho certo” de posicionamento (inter)nacional (c/vídeo)

“É para continuar”, admite com convicção a candidata à Câmara Municipal de Tomar pelo Partido Socialista, Anabela Freitas, referindo-se ao “caminho certo” de posicionamento da cidade a nível nacional e internacional, nomeadamente com a aposta em projetos piloto no âmbito das cidades inteligentes. No ato de apresentação pública das listas do PS à Câmara e Assembleia municipal de Tomar, este sábado, Anabela Freitas assumiu a intenção de continuar a reforçar a posição central da cidade, a promoção de habitação e a aposta nas novas tecnologias. Já Hugo Costa, candidato à Assembleia Municipal, defendeu uma governação de proximidade, “intransigente” no combate às desigualdades sociais e na defesa do meio ambiente, com a promessa de “devolver a Tomar tudo o que Tomar me deu”.

- Publicidade -

“Trabalhar, trabalhar e trabalhar ainda mais para manter Tomar no caminho certo”. É esta a proposta das listas candidatas pelo Partido Socialista (PS) à Câmara e Assembleia municipais. Com equipas “com motivação renovada” e “que não estão muito preocupadas com likes ou popularidades vãs das redes sociais”, esta é uma candidatura que o presidente da Comissão Política Concelhia do PS, Hugo Cristóvão, acredita que “continuará a estar no caminho certo”.

A apresentação pública das listas do Partido Socialista candidatas à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Tomar ocorreu este sábado, 24 de julho, no auditório do Instituto Politécnico de Tomar, numa cerimónia que ficou marcada pelos fortes aplausos aos candidatos Anabela Freitas (Câmara Municipal) e Hugo Costa (Assembleia Municipal).

A primeira palavra foi por parte do presidente da Comissão Política Concelhia do PS, que destacou o “caminho de recuperação, para uma instituição de confiança” que o Município iniciou aquando da chegada do PS ao poder, em outubro de 2013. Da “obra feita” à revisão de regulamentos, dos apoios a instituições e empresas às famílias, Hugo Cristóvão afirmou que, desde a referida data, Tomar “recuperou a capacidade de se fazer ouvir, recuperou a liderança de instituições regionais e até lugares onde nunca estivera, como na direção de Turismo no Centro. Tomar colocou-se no centro de todas as temáticas importantes não só para o nosso concelho mas de toda uma vasta região”, vincou.

A apresentação pública dos candidatos do PS à Câmara e Assembleia de Tomar aconteceu no auditório do Instituto Politécnico de Tomar. Foto: mediotejo.net

Defendendo um concelho hoje que trata “todos por iguais, em deveres e direitos” e em que o Município se pauta pela “facilidade de acesso e diálogo” com os munícipes, o presidente da concelhia do PS sublinhou a “abnegação, resiliência e muita vontade [das equipas socialistas] em continuar a enfrentar e resolver (…) problemas que há anos carecem de resolução”.

ÁUDIO | Hugo Cristóvão, presidente da Comissão Política Concelhia do PS Tomar

A confiança em Anabela Freitas para continuar à frente dos destinos da Câmara Municipal de Tomar foi reiterada pelas diversas figuras presentes na apresentação pública da sua (re)candidatura. Desde logo, por Alexandra Leitão, representante do secretariado nacional do Partido Socialista, atualmente ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública.

Numa intervenção onde destacou a atuação da autarquia socialista nas diversas esferas, como os apoios sociais, o desenvolvimento do turismo ou a habitação, Alexandra Leitão afirmou que Tomar é “uma cidade fantástica (…) que a gestão do PS e da Anabela Freitas tem elevado ainda mais”.

“Tomar continuará a ser esta cidade lindíssima, desenvolvida, com qualidade de vida e empreendedorismo”, acrescentou, exaltando o apoio a uma “lista plural (…) que faz jus àquela que é a qualidade do Partido Socialista”.

ÁUDIO | Alexandra Leitão, representante do secretariado nacional do Partido Socialista

A competência de Anabela Freitas foi também enaltecida por Alexandre Correia Leal, o mandatário das candidaturas apresentadas pelo PS em Tomar. “Com o currículo, o caráter, a experiência, a capacidade de trabalho e de liderança, [Anabela Freitas] é a única capaz de liderar o concelho nestes tempos difíceis. Será o seu terceiro mandato e terá um resultado que eu prevejo histórico”, declarou.

ÁUDIO | Alexandre Correia Leal, mandatário das candidaturas do PS em Tomar

 

“O IMPORTANTE É QUE TOMAR CONTINUE NO CAMINHO CERTO”

Foram estas as primeiras e tão esperadas palavras por parte da (re)candidata à Câmara Municipal de Tomar pelo Partido Socialista, aludindo ao slogan da sua campanha. Num discurso onde o reforço da posição de Tomar no panorama nacional e internacional, a criação de habitação e a aposta em novas tecnologias foram apontados como caminhos a seguir, Anabela Freitas admitiu ser candidata para “continuar a servir a comunidade” que a viu “nascer e crescer. Sou candidata para que cada uma e cada um possa encontrar em Tomar a sua casa, o seu trabalho, o seu lazer.”

Inevitavelmente, a pandemia marcou presença no discurso da candidata socialista, que destacou que Tomar foi o primeiro concelho do país a avançar com a testagem nos lares. Enumerando os diversos apoios atribuídos ao longo dos últimos 18 meses, Anabela Freitas quis deixar bem claro que a prioridade, neste campo, “é e será sempre o combate à pandemia e aos seus efeitos sociais e económicos”.

Mas há uma vida além pandemia, isto é, há necessidades que precisam de ser respondidas, como é o caso da habitação. Destacando um “trabalho muito significativo” nos últimos quatro anos no que concerne à habitação social – trabalho esse que “é para continuar” – as atenções viram-se também para a habitação controlada.

“É necessário alargar a habitação a custos controlados, para que os jovens e os trabalhadores de classe média (…) possam trabalhar mas também viver em Tomar. Para que todos possam ter acesso a uma habitação, ficando com rendimento disponível para viver condignamente”, reiterou, dando como exemplo o protocolo já assinado com o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana para o financiamento deste objetivo.

Com o foco também direcionado para o ambiente, a candidata socialista à Câmara Municipal de Tomar sublinha a reabilitação da margem direita do rio Nabão, cujo financiamento assegurado de dois milhões de euros “será uma realidade”.

Do ambiente para a saúde, com a descentralização de competências do Governo para as autarquias locais, importa nesta área “produzir políticas públicas para atuar no território”, afirmou. “É imprescindível criar com as unidades de saúde de cuidados primários programas por forma a chegar a todos os cidadãos. Desde logo, termos uma radiografia do concelho em matéria de patologias por forma a delinear respostas públicas direcionadas à condição de saúde de cada um dos tomarenses”, defendeu.

E numa candidatura que pretende reforçar o nome de Tomar no país e no mundo, Anabela Freitas recapitula o “inegável caminho certo que temos feito nos últimos anos para posicionar Tomar quer a nível nacional quer a nível internacional”. Exemplo desse posicionamento vem da adesão às novas tecnologias, através das quais se concretizam, por exemplo, projetos como o das smart cities [cidades inteligentes], que Anabela Freitas disse ser “para continuar”.

A par da aposta no uso de novas tecnologias, outra das intenções exposta pela candidata é a de em 2022 alcançar a meta de cobertura a 100% de fibra ótica no concelho.

VÍDEO | Discurso da (re)candidata do PS, Anabela Freitas, à Câmara Municipal de Tomar

HUGO COSTA CANDIDATA-SE À ASSEMBLEIA MUNICIPAL PARA “DEVOLVER A TOMAR TUDO O QUE TOMAR ME DEU”

Com um “brilho nos olhos” que confessou ser igual ao que tinha quando, aos 22 anos, entrou pela primeira vez na Assembleia Municipal de Tomar como deputado, Hugo Costa assume a sua candidatura a presidente deste órgão deliberativo “por amor” à cidade que o viu nascer.

“É por amor a Tomar e para devolver tudo a Tomar que assumo esta candidatura. (…) Alguém que quer devolver a esta terra tudo o que esta terra lhe deu”, afirmou no seu discurso de apresentação, onde não poupou elogios à governação de Anabela Freitas que, disse, tornou Tomar num concelho “mais inovador, moderno, aberto ao turismo, com investimentos”.

Convicto de que “Tomar vai continuar no caminho certo”, admite que o medo não é algo presente quando o que está em causa é “a defesa dos interesses superiores dos nossos cidadãos”.

“Como presidente da [federação] distrital do Partido Socialista, como deputado da Assembleia da República, sempre defendi os interesses da nossa região e Tomar tem de continuar a ter um papel-chave nessa região”, vincou.

Hugo Costa encabeça a lista do PS à Assembleia Municipal de Tomar. Foto: mediotejo.net

Hugo Costa afirmou ser “intransigente” no cumprimento da lei, no dever de informação e na garantia de serviço público. Intransigência que aplicará também quando o assunto for o combate às desigualdades sociais e a defesa do meio ambiente.

Focado na proximidade aos munícipes, propôs-se a realizar sessões de Assembleia Municipal descentralizadas nas onze freguesias do concelho, bem como um “horário de atendimento de proximidade aos cidadãos”, sem esquecer a criação de uma Assembleia Municipal jovem, junto das escolas, que una jovens e política.

Já na saúde, referiu a luta para um Serviço Nacional de Saúde de qualidade e não escondeu a intenção de fazer regressar a urgência médico-cirúrgica ao concelho.

VÍDEO | Discurso do candidato do PS, Hugo Costa, à Câmara Municipal de Tomar

Nomes da lista do PS à Câmara Municipal de Tomar, encabeçada por Anabela Freitas: Hugo Cristóvão, Filipa Fernandes, Anabela Estanqueiro, Hélder Henriques, Rita Freitas, José Pereira, Célio Marques, Saudade Pocinho, Rita Cúrdia, Nuno Rodrigues, Ana Catarina Rodrigues, Simão Francisco, Ivo Silva.

Nomes da lista do PS à Assembleia Municipal de Tomar, encabeçada por Hugo Costa (ainda com alguns nomes por revelar): Hugo Costa, Ana Catarina Pereira, Susana Faria, Vasco Marques, Arlindo Nunes, Fátima Duarte, Duarte Carvalho, Alexandre Manuel Cardoso Antunes, Sílvia da Silva, Nuno Ferreira, Marco Durão, Catarina Salvador, Xavier Costa, Diogo Sereno, Carolina Feliz, José Neto, Carolina Figueiredo, Alina Antunes, Abel Rosa Bento, São Rodrigues, António Costa Marques, Joana Maçarico, Bruno Neto, Cristiana Fernandes, José João Vasconcelos, Helena Rico, Pedro Faria, Dora Graça, João Tomás, Filipa Pereira, João Tapadas, Joana Dias, Daniela Campos, Daniel Lopes, Rui Pompeu, Telma Melo, João Brito, Rita Marques, Bruno Gomes, João França Oliveira, Leandro Ferreira, Sofia Oliveira, Miguel Pestana, e Miguel Marcos.

Nomes da lista do PS às Assembleias de Freguesia de Tomar – Carlos Rodrigues é recandidato à Junta de freguesia de Asseiceira, Augusto Barros à presidência da Junta Urbana – União das Freguesias de Tomar (São João Batista e Santa Maria dos Olivais), e António Graça à Junta de freguesia de Sabacheira.

Também como recandidato a presidente da Freguesia de Paialvo avança o atual presidente de junta, Amâncio Ribeiro, sendo que à União de Freguesias de Madalena-Beselga a candidata é Luísa Henriques. José Carlos Godinho e Vítor Ferreira voltam à corrida pelas freguesias de Carregueiros e São Pedro, respetivamente, à semelhança do que sucedeu nas eleições de 2017.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome