Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Maio 14, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | PS distrital motivado para “ganhar mais Câmaras”

A Federação Distrital de Santarém do PS promoveu no dia 13 de julho, quinta-feira, no restaurante Bonito by Trincanela, no Entroncamento, um jantar de apresentação dos princípios gerais da Carta Autárquica Distrital.

- Publicidade -

Participaram dezenas de socialistas, entre candidatos às Câmaras Municipais do distrito, Secretariado da Federação, Deputados e Presidentes de Comissão Política Concelhia, sendo a convidada de honra a Secretária Geral Adjunta do PS e deputada, Ana Catarina Mendes.

- Publicidade -

Em declarações aos jornalistas antes do jantar, o líder da Distrital do PS, justificou a escolha do Entroncamento para o encontro como exemplo da gestão autárquica socialista e com o objetivo de “sublinhar o trabalho autárquico no distrito de Santarém”.

“Até 2013 tínhamos nove câmaras e passámos a governar mais quatro e o Entroncamento foi uma delas”, realçou António Gameiro (o PS governa 13 dos 21 municípios do distrito de Santarém) destacando o “salto qualitativo” que o concelho registou nestes quatro anos de mandato.

“Mais qualidade de vida”, representada em obras já executadas ou a lançar como a zona pedonal, o mercado, o cine-teatro ou a rede de saneamento, exemplificou o dirigente socialista. “Foi um mandato de mão cheia, apesar das limitações financeiras”, afirmou.

Para as eleições autárquicas de 1 de outubro, António Gameiro apontou como objetivo “reforçar a maioria em mandatos nas câmaras, em presidentes de juntas e em membros das assembleias municipais”.

Quanto ao tema do encontro, explicou que se trata da apresentação dos princípios gerais da Carta Autárquica, um documento que vai estar em discussão entre todos os candidatos até 7 de agosto para ser apresentado no dia 8.

O “texto programático” traduz “uma visão do socialismo moderno, próximo do desenvolvimento sustentável” e terá um enfoque especial na relação do rio Tejo com o distrito. “É fundamental, importa olhar para o rio de outro modo, tal como o Governo já está a fazer com o rio Douro, o Mondego e a ria de Aveiro”.

A sustentabilidade ambiental com destaque para o rio Tejo, apostando para que as pessoas se voltem novamente para o rio, é um dos traços dominantes da Carta Autárquica, que reforça os princípios de rigor e seriedade na gestão autárquica.

Ana Catarina Mendes, Secretária Geral Adjunta do PS, realçou a importância do distrito de Santarém no contexto nacional e elogiou os autarcas que saem deste mandato como “os verdadeiros heróis da crise pelo trabalho que prestaram às populações”.

Depois de criticar a gestão do anterior Governo, elencou alguns dos resultados da gestão socialista a nível do crescimento na economia e no emprego. “Melhorámos as contas públicas, baixámos o défice para níveis históricos e cumprimos os compromissos internacionais”, sublinhou.

A dirigente socialista terminou falando da “gestão de proximidade” quer do Governo quer das Autarquias e da necessidade de reforço da cooperação entre as duas partes uma vez que são considerados “parceiros estratégicos”.

Jorge Faria anuncia recandidatura (Foto: DR)

Jorge Faria assume-se como candidato “para ganhar”

Antes do jantar e em declarações aos jornalistas, o atual Presidente da Câmara do Entroncamento, Jorge Faria, revelou ser novamente candidato e anunciou a apresentação da candidatura para sábado, dia 15, às 19 horas, na sede da candidatura.

Jorge Faria mostrou-se satisfeito pela escolha do Entroncamento para “este momento de reflexão para o próximo momento eleitoral” e para a realização desta “convenção autárquica do distrito”, decisão que encarou também como uma forma de apoio à sua recandidatura.

“Temos todo o prazer e é um gosto receber aqui no Entroncamento todos estes nossos amigos”, afirmou.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome