Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Domingo, Setembro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Autárquicas | PS de Tomar convicto da vitória em várias frentes nas eleições autárquicas (c/áudio)

O Partido Socialista já havia anunciado todos os cabeças de lista na corrida às eleições autárquicas para a Câmara, Assembleia Municipal e a nove das freguesias, tendo promovido uma sessão destinada à comunicação social, no auditório da Biblioteca Municipal António Cartaxo da Fonseca. Na sessão a concelhia do PS mostrou convicção em ganhar em várias frentes nas próximas eleições, crendo que os tomarenses não têm alternativa entre as candidaturas anunciadas da oposição e que o trabalho demonstrado fala por si. Já Anabela Freitas quer fechar um projeto iniciado em 2013, pretendendo reforçar ainda mais a identidade e orgulho em ser tomarense junto da comunidade, mais do que fazer obra. Hugo Costa tem a missão de fazer a Assembleia Municipal aproximar-se da população e estimular a participação política, tendo intenção de descentralizar e modernizar a atuação daquele órgão deliberativo.

- Publicidade -

Na ocasião foi dada a palavra aos cabeças de lista, e aqui Anabela Freitas, recandidata à autarquia tomarense para mais quatro anos, foi bastante incisiva no seu discurso sobre as linhas estratégicas e as prioridades para o próximo mandato na prossecução do projeto autárquico com que tem liderado o concelho desde há 8 anos.

Numa intervenção agregadora, dirigindo-se a todos os camaradas de partido, traçou aquilo que pretende levar a cabo e enunciou o trabalho que vem sendo feito nos últimos anos pelo PS, relevando o trabalho na vertente da ação social, económica e também a nível interno, com recuperação financeira da autarquia, bem como apostas na preservação e divulgação do património da cidade e do concelho e do seu posicionamento turístico.

ÁUDIO | Anabela Freitas, recandidata à Câmara Municipal de Tomar

Anabela Freitas disse ser sua intenção deixar como legado “um concelho que promova a igualdade de oportunidades”, que se estende ao “acesso à habitação, às infraestruturas de saneamento, água, ou tecnológicas, e acesso à saúde”, sendo que a edil recandidata entende que a competência da saúde será “um dos grandes desafios para os próximos quatro anos” aludindo ao processo de descentralização de competências do Estado para as autarquias, processo que está previsto efetivar-se em 2022.

A autarca defende estratégias e intervenção de proximidade e acessibilidade, aplicadas à saúde e ao apoio social, pretendendo que Tomar seja um concelho com “a comunidade a cuidar dos seus”.

Foto: mediotejo.net

Defende, por isso, um “modelo de serviços de proximidade na prestação de cuidados a quem ainda tem autonomia para poder estar na sua residência, a comunidade tem que se organizar no sentido de «não despejar» os nossos idosos em centros de dia ou em lares. Os nossos idosos enquanto tiverem autonomia, podem estar na sua casa”, crê, referindo que passa pelas IPSS e pelas empresas privadas colaborar na mudança de paradigma neste âmbito.

A socialista defende para tal um projeto-piloto nacional nesta área, referindo que há já no concelho de Tomar uma instituição que promove este tipo de atuação.

“Quero deixar um território livre. Que seja criativo, que pense fora da caixa. Um território que fale e que se posicione sem tabus. Acho que a mentalidade tomarense às vezes é muito fechada e é preciso pensar fora da caixa, e é isso que temos feito. Tem ajudado muito naquilo que é a projeção do concelho e o posicionamento a nível nacional e internacional em matéria de turismo. Mas temos de ir para além do vetor turismo”, continuou.

Por fim, assumiu querer deixar um concelho onde as pessoas continuem “a ter orgulho em dizer que são tomarenses”.

ÁUDIO | Anabela Freitas, recandidata à Câmara Municipal de Tomar

Por seu turno, Hugo Costa é candidato à Assembleia Municipal de Tomar, procedendo a José Pereira, a quem foram feitos vários louvores ao longo da sessão, agradecendo o trabalho desenvolvido. O mesmo sucedeu com Arlindo Nunes, que cedeu o seu lugar enquanto recandidato à freguesia de Madalena-Beselga, mas que segundo Hugo Costa integrará a lista à Assembleia Municipal.

Foto: mediotejo.net

O deputado com assento na Assembleia da República, presidente da Federação Distrital do PS em Santarém e deputado municipal na Assembleia Municipal tomarense, entre tantos outros cargos, compromete-se a “chamar de novo as pessoas” para terem atenção ao trabalho da Assembleia Municipal ao longo do mandato e “chamar as pessoas à participação”.

Saudou o atual presidente da Assembleia Municipal, José Pereira, que “serviu com muita dignidade o lugar de presidente da mesa da Assembleia Municipal”, disse, reconhecendo o trabalho ao longo dos últimos 8 anos.

Hugo Costa disse que a lista está “em fase muito avançada de construção”, mas que terá “revelação, colaboração geracional e capacidade de trazer novas pessoas”, que conterá filiados ao PS e independentes, com “grande participação feminina”.

ÁUDIO | Hugo Costa, cabeça de lista à Assembleia Municipal de Tomar

Da parte da concelhia, crendo que se estará já a 3 meses da “festa da democracia que é o ato eleitoral”, Hugo Cristóvão entende que está no tempo de o PS dizer ao que vem, referindo estar a aguardar que a oposição dê o pontapé de saída para a pré-campanha e campanha.

“O PS espera ganhar, espera ver reconhecido o trabalho que tem feito em prol do concelho e de cada uma das freguesias onde é poder. Ganhar é ter mais um do que qualquer um dos outros partidos. Porque acreditamos nesse trabalho e porque também – infelizmente para a democracia – não vislumbramos alternativa –  e achamos que os tomarenses sabem isso. Naturalmente esperamos, em cada uma das autarquias onde somos candidatos, ganhar por muitos”, afirma.

Foto: mediotejo.net

ÁUDIO | Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia do PS de Tomar

Todos os restantes cabeças de lista às 9 freguesias intervieram para traçar alguns dos objetivos e motivações para dinamizar nos seus territórios e junto das suas populações, perante o compromisso eleitoral a que se apresentam.

Quanto ao projeto da concelhia socialista para as autárquicas, partido que nos últimos 8 anos tem estado à frente do concelho, irá apresentar candidatos a 9 das 11 freguesias, apoiando outros movimentos e candidaturas independentes, caso da candidatura de Américo Pereira, atual presidente de junta e recandidato à União de Freguesias de Serra e Junceira pelo Movimento Independentes do Nordeste.

Sobre o facto de o PS não apresentar candidatos a todas as freguesias, Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia socialista diz tratar-se de “opção”. “Não é a primeira vez que não vamos ter, mas é uma opção não ter (…) É uma opção, podem chamar estratégica se assim o entenderem, no sentido em que obviamente há territórios que, às vezes, sociologicamente são mais difíceis, por exemplo, a freguesia das Olalhas, já por duas vezes na sua história teve dois presidentes de junta eleitos por listas independentes. Fora isso, sempre foi o PSD que governou aquela freguesia. Efetivamente, é sociologicamente difícil para o PS ter uma aceitação eleitoral para chegar à vitória. Seria redundante e até contraproducente, porque apresentar uma lista lá, na verdade, iria dividir votos”.

Foto: mediotejo.net

ÁUDIO | Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia do PS de Tomar

O PS irá também apoiar em Olalhas uma lista independente, integrada por pessoas ligadas a diversos partidos e outras sem qualquer ligação. “Será uma lista sem sigla partidária, e que se propõe ser alternativa ao que tem sido a governação do PSD nas Olalhas”

“No caso da Serra e Junceira foi uma opção, já tomada há dois mandatos atrás, e que continuamos. Há uma equipa que é independente, que tem pessoas de vários partidos, incluindo do PS, e nós apoiamos a equipa liderada pelo Américo Pereira. Achamos que a equipa tem feito um bom trabalho, como pensamos ser visível”

“Sabemos que tem havido muitas dificuldades nos outros partidos em formar listas, mas não é felizmente o nosso caso. É uma questão de opção”

Este ano haverá uma mulher entre os nove cabeças de lista às freguesias, a segunda desta candidatura às autárquicas acompanhando a atual líder da Câmara Municipal, Anabela Freitas, que se recandidata para cumprir o último mandato permitido por lei.

Foto: mediotejo.net

ÁUDIO | Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia do PS de Tomar

Questionado sobre a presença feminina a encabeçar as listas, Hugo Cristóvão notou que “há bastante presença feminina nas listas, bem mais do que o definido pelas quotas” mas a nível de cabeças de lista não tem sido fácil. “Às vezes ainda vai sendo difícil para algumas mulheres ou poderem, ou quererem assumir a liderança e estas responsabilidades. Mas nós temos tido um grande exemplo, da parte de Anabela Freitas”, disse, mas admitindo que “ainda há passos a fazer”.

O PS anunciou ainda que está prevista uma sessão de apresentação das listas à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal, no dia 24 de julho, sábado, em local a designar, sendo esta iniciativa aberta ao público.

Fotogaleria

NOTÍCIA RELACIONADA

Tomar | Anabela Freitas recandidata-se pelo PS à Câmara e Hugo Costa avança para Assembleia Municipal (C/ÁUDIO)

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome