Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | PS de Constância apresenta candidatos à Câmara e Assembleia Municipal

O Partido Socialista de Constância promove esta sexta-feira a apresentação pública das listas à Câmara Municipal e Assembleia Municipal. A sessão vai decorrer no Largo Cabral Moncada, às 19:00.

- Publicidade -

O Partido Socialista (PS) de Constância, para além da (re)candidatura de Sérgio Oliveira à presidência da Câmara Municipal, já deu a conhecer os nomes de todos os seus candidatos às eleições autárquicas, nomeadamente à Assembleia Municipal e às três freguesias do concelho – Montalvo, Constância e Santa Margarida da Coutada.

A única alteração na equipa que conquistou todos os órgãos autárquicos em 2017 com maioria absoluta, à exceção da freguesia de Constância, onde venceu por maioria relativa, prende-se exatamente com esta freguesia e onde Paulo Freitas candidata-se ao lugar presidido neste mandato por José Rita, que não se recandidata por motivos familiares.

Assim, tendo em conta as eleições autárquicas deste ano, agendadas para dia 26 de setembro, António Luís Mendes, atual Presidente da Assembleia Municipal de Constância, foi de novo o escolhido para liderar a lista à Assembleia Municipal.

A Presidente da Junta Freguesia de Montalvo, Ana Manique, e o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada, José Manuel Ricardo, são também recandidatos às respetivas Assembleias de Freguesia.

Para encabeçar a lista à Assembleia de Freguesia de Constância, a escolha recaiu sobre Paulo Gameiro Sena Freitas, 45 anos de idade, Bombeiro Adjunto de Comando na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância.

A terminar o primeiro mandato à frente dos destinos do Município de Constância, o socialista Sérgio Oliveira já afirmou que esta é uma recandidatura abrangente e que vai “muito além do espetro político do PS”.

“Obviamente que me sinto feliz pela concelhia do Partido Socialista mais uma vez confiar em mim para liderar o projeto autárquico nas eleições deste ano”. Foi assim que reagiu o atual presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira (PS), à escolha unânime da concelhia do seu partido para encabeçar aquela que é uma recandidatura à Câmara Municipal nas eleições autárquicas deste ano.

Sérgio Oliveira, de 35 anos, é natural e residente na freguesia de Santa Margarida da Coutada, em Constância. Casado e pai de uma filha, é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Mestre em Ciências Jurídico Criminais pela mesma Instituição.

A nível académico, foi membro da Assembleia de Representantes da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, Tesoureiro da Queima das Fitas de Coimbra em 2008 e membro efetivo da Direção Geral da Associação Académica de Coimbra em 2009.

No concelho de Constância, esteve primeiramente envolvido no associativismo como presidente da Mesa da Assembleia Geral do Grupo Recreativo e Desportivo de Vale de Mestre “Os Relâmpagos” no mandato 2012/2013. Foi depois presidente da Direção desta Instituição de fevereiro de 2013 a 9 de outubro de 2017.

A nível político, foi o mandatário para a Juventude do PS Constância e integrado a lista candidata ao executivo municipal nas eleições autárquicas de 2013.

Antes de ser eleito em 2017 como presidente de Câmara, exercia funções de jurista no Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, desde 2012. Função que deixou a 20 de outubro, um dia antes de tomar posse no seu primeiro mandato como presidente da Câmara Municipal de Constância.

Sérgio Oliveira (PS) foi eleito presidente da Câmara de Constância em 2017, pondo fim à hegemonia da CDU no concelho. Foto: mediotejo.net

Ao fim de 32 anos de governação CDU, Constância passou a ser governada pelo PS em 2017, que elegeu naquele ano três vereadores nas eleições autárquicas. Sérgio Oliveira assumiu a condição de presidente da Câmara, eleito com 53,16% dos votos. A CDU, que recandidatou Júlia Amorim em 2017, obteve 30,46 por cento dos votos naquelas eleições (em 2013 a CDU tinha atingido os 45,57 por cento).

O Movimento Independentes por Constância (MIC) conquistou 7,47 por cento dos votos, ficando à frente do PSD/CDS-PP que conseguiu 5,42 por cento, menos três pontos percentuais do que em 2013.

Na Assembleia Municipal o PS também se substituiu em 2017 à CDU, tendo conseguido uma vitória com 50,62 por cento dos votos conta os 33,00 por cento alcançados pela CDU. Assim, o PS elegeu para a Assembleia Municipal nove mandatos, a CDU cinco, e o MIC um mandato. A abstenção em Constância fixou-se nos 30 por cento nas autárquicas de 2017.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome