Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | PS apresenta lista renovada à Câmara de Constância, com saída de dois dos atuais vereadores

Sérgio Oliveira, que há 4 anos conquistou a Câmara à CDU, apresentou a sua recandidatura, definindo-se como um "presidente de proximidade" e um homem "republicano, socialista e católico".

O Largo Cabral Moncada recebeu na sexta-feira, dia 16 de julho, a apresentação daquela que é uma lista renovada por parte do Partido Socialista à Câmara Municipal de Constância, face à que foi apresentada há quatro anos. Sérgio Oliveira, recandidato à presidência, refere que “é normal existirem mudanças na política”, assim como renovação em democracia.

- Publicidade -

Saem dois vereadores que eram os seus “braços direitos” na Câmara, mas Sérgio Oliveira refere apenas que esta alteração consistiu “numa renovação que foi necessária fazer”, e que “o presidente do próprio partido sentiu essa necessidade”. O atual presidente reiterou “o agradecimento” que tem “quer ao vereador Jorge [Pereira], quer à vereadora Ana [Filipa] Montalvo pelo trabalho que têm estado a realizar”.

Na lista de candidatura às próximas Autárquicas surgem agora nos cinco primeiros lugares os nomes de Sérgio Oliveira, Helena Roxo, Pedro Pereira, Alexandre Marques e Marília Eufrásio.

- Publicidade -

Com o lema “Juntos pelas Pessoas”, as três grandes linhas orientadoras do programa socialista para o Município passam pelo reforço da habitação, o projeto da praia fluvial em Constância e o reforço da zona industrial de Montalvo. O recandidato anunciou ainda que existem outros projetos em vista na área do ambiente e que “há coisas a melhorar no concelho”, mas que o principal desafio, o “grande chapéu” do território de Constância assim como do restante Médio Tejo (à exceção do Entroncamento e Vila Nova da Barquinha, únicos municípios que não têm vindo a perder população), é o de “conseguir atrair empresas, criar emprego e fixar pessoas”.

“Há quatro anos, o PS escolheu o jovem Sérgio Oliveira para concorrer – foi uma escolha vencedora, que pôs termo a mais de 30 anos de gestão de CDU”, declarou Isabel Farinha Costa, coordenadora da concelhia do PS de Constância, enaltecendo o trabalho realizado pelo autarca que “contrariamente à inexperiência que lhe apontaram, demonstrou estar muito preparado, foi um presidente de proximidade, acompanhou de perto os trabalhos realizados, demonstrou-se sempre disponível e não fugiu ao confronto quando foi necessário”.

Apresentação dos candidatos do PS em Constância às eleições Autárquicas Foto: Ricardo Escada | mediotejo.net

Na sessão de apresentação, que contou com cerca de 80 apoiantes presentes, o candidato que se assume como “republicano, socialista e católico” e que se diz apologista de uma politica de proximidade, fez um balanço do mandato atual, afirmando que das 48 promessas nas anteriores eleições só não foram cumpridas oito, mas que também foram realizadas diversas obras e iniciativas que não foram prometidas. 

Sérgio Oliveira referiu igualmente o decréscimo da dívida municipal, dizendo que esta diminuiu no presente mandato mais de um milhão de euros, algo que o autarca reforçou que “não aconteceu devido ao desinvestimento público, até porque o investimento duplicou”.

ÁUDIO | Sérgio Oliveira, candidato à Câmara Municipal de Constância

Relativamente ao problema de uma nova travessia sobre o rio Tejo, Sérgio Oliveira disse que o município nunca deixou nos últimos quatro anos de se debater com este problema (cuja solução cabe ao governo central), mas que se deu um passo importante nesta matéria pois todos os 13 municípios da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) subscreveram um documento a dizer que Constância têm um problema que precisa de ser resolvido: “Hoje não é só a voz de Constância que fala, é a voz da região, e isto foi um passo fundamental para um dia se concretizar esta obra que ansiamos”, disse o autarca.

O candidato disse igualmente que é importante “continuar a apostar na educação (área onde a câmara gasta mais de 500 mil euros por ano), no desporto, na cultura (onde o Cineteatro está perto de voltar a funcionar), na saúde (aprofundar os cuidados de saúde primários nas três freguesias), no âmbito da ação social e do ambiente.

António Luís Mendes é o (re)candidato do PS à Assembleia Municipal. Foto: Ricardo Escada | mediotejo.net

Quanto à candidatura à Assembleia Municipal, foi apresentado o nome de António Luís Mendes, que ocupa o cargo desde 2017. De acordo com a coordenadora da concelhia do PS de Constância, existiu “uma grande unanimidade no nome de António Luís Mendes para encabeçar a lista à Assembleia Municipal”. O recandidato à assembleia afirmou estar convicto que “pelo percurso exemplar nos últimos quatro anos voltaremos a ser merecedores da confiança de todos, devidamente expressa nas urnas de voto no próximo dia 26 de setembro”.

ÁUDIO | António Luís Mendes, cabeça de lista à Assembleia Municipal

Num processo “tranquilo” iniciado no ano passado, conforme anunciou Isabel Farinha Costa, coordenadora da concelhia do PS de Constância, “o partido socialista tem a preocupação de apresentar listas que sejam representativas, quer seja a nível territorial, geracional, e também de identidade de género”, deixando a coordenadora o aviso de que “não podemos pensar que as eleições estão ganhas, as eleições só são ganhas depois dos votos contados”, pelo que apelou aos presentes a que ajudem a mobilizar os eleitores do concelho de Constância.

ÁUDIO | Isabel Farinha Costa, coordenadora da concelhia do PS de Constância

Sob o mote “Juntos pelas Pessoas”, Sérgio Oliveira, recandidato à presidência da Câmara, apelou ainda a uma campanha limpa, onde não se responda a provocações mas sim que se explique a todos o que foi feito e o que não foi feito, que se explique o programa eleitoral e as ideias que existem. O autarca entende ainda que “as outras listas que se candidatam, com todo o respeito que têm da minha parte, devem de fazer o mesmo”.

A Presidente da Junta Freguesia de Montalvo, Ana Manique, e o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada, José Manuel Ricardo, são também recandidatos às respetivas Assembleias de Freguesia. Neste campo, a alteração face às últimas eleições prende-se com a saída de José Rita, que não se recandidata por motivos familiares, sendo que é Paulo Freitas quem encabeça a lista à Assembleia de Freguesia de Constância.

Nas últimas eleições autárquicas em Constância o Partido Socialista contava com três elementos no executivo, ao passo que a CDU contava com duas vereadoras.

As eleições autárquicas estão marcadas para o próximo dia 26 de setembro.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Boa noite

    Só um pequeno pormenor quem é de esquerda não é católico. Não se serve a 2 senhores ao mesmo tempo, ou seja, não se serve a Deus e ao Diabo ao mesmo tempo. Deviam aprender um pouco mais de História para saber que a esquerda (tanto socialistas como comunistas que são iguais – maxistas) perseguem e matam católicos quando chegam ao poder. Recomendo leitura do livro negro do comunismo, infelizmente não traduzido em português. Até Hitler era socialista! (nacional-socialismo) Vejam as perseguições em Cuba, Venezuela e China. Já para não falar dos maçons que se vendem ao Diabo… ( vão investigar rituais satânicos praticados por certos políticos portugueses… é normal que atropelem e matem, é já um costume da seita…)

    Que Deus vos abençoe

    Cumprimentos

    Cumprimentos

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome