Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

Autárquicas/Ourém | Paulo Fonseca (PS) candidata-se: “se querem competição, têm-me aqui” (c/vídeo)

Paulo Fonseca, o presidente da Câmara que tem vindo a acumular polémicas nos últimos anos tendo já recebido duas ações de perda de mandato, vai-se recandidatar à Câmara de Ourém. O anúncio foi realizado durante a sua intervenção no jantar evocativo do 25 de abril da concelhia do PS de Ourém, na noite de dia 24, e recebeu uma ovação de toda a sala.

- Publicidade -

O serão foi marcada por uma homenagem ao presidente da Urqueira, Adão Vasconcelos, recentemente falecido. Paulo Fonseca iniciou também o seu discurso relembrando o autarca, cuja família se encontrava presente, assim como a data celebrada, o 25 de abril.

“Há sete anos nós/vós conquistámos a Câmara de Ourém”, lembrou, afirmando que “tudo fiz para honrar esse compromisso”. “Foi uma tarefa muito difícil enfrentar um conjunto vasto de problemas”, referiu, mencionando a dívida deixada pelos anteriores executivos e o trabalho já realizado em torno do desenvolvimento do concelho. “Isto é o resultado do trabalho que alguns enfrentaram e decidiram enfrentar em vosso nome”.

- Publicidade -

Porém “não há semana em que não apareça um ataque vil e cobarde, sobre as pessoas, a sua honra, a sua honestidade”, frisou.

“Cartas anónimas, ataques de esgoto, concertações improváveis com sistemas que deviam ser honrados”, enumerou, aludindo às polémicas que envolvem várias elementos da sua lista e do PS, nomeadamente Nazareno do Carmo, Lucília Vieira, Rui Vital e José Alho. “Tenho peito para todos eles, mas não têm direito de atacar os que estão à minha volta”, afirmou.  “Ataquem-me só a mim. Venham. De que é que têm medo?”.

No contexto deste discurso, Paulo Fonseca afirmaria que aceitava o convite da concelhia do PS e se recandidatava à Câmara de Ourém. O momento, recebido com uma ovação, foi prosseguido com novo reforço dos argumentos. “Se querem jogo, se querem competição, têm-me aqui meus caros amigos, têm-me aqui (…) Não contem comigo para fazer cartas anónimas, para fazer terrorismo, para fazer ataques baixos de falta de personalidade, de ética e de decoro. Contem comigo para fazer propostas para o nosso concelho”.

Paulo Fonseca termina a explicar que não tornará a falar da candidatura antes do 13 de maio, preferindo concentrar-se para já nos preparativos para a visita do Papa Francisco a Fátima. “Ainda é cedo para andar aí pela rua a gastar dinheiro em cartazes”, concluiu.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).