Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Domingo, Setembro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Autárquicas | Cidadãos por Alcanena apresentam programa ambicioso e estão convictos na vitória

A coligação eleitoral ‘Cidadãos por Alcanena – Concelho com Futuro’, entre PPD-PSD, CDS-PP e MPT, apresentou na sexta-feira, 3 de setembro, os cabeças de lista aos diversos órgãos autárquicos que vão a eleições no próximo dia 26. A par do candidato à Câmara, Rui Anastácio, já conhecido, apresentou-se Tereza Cadete Sampainho como candidata à Assembleia Municipal e os nomes dos candidatos a todas as freguesias.

- Publicidade -

O programa é ambicioso, com propostas para um investimento no território que vão além da indústria de curtumes, e querem apostar no turismo e no desenvolvimento sustentável. 

Num município que vota quase sempre PS, ou em independentes que se desvincularam do PS, desde 1976, caso do próprio Rui Anastácio, que foi militante e chegou a ser vereador do PS, as eleições de 26 de setembro podem marcar uma viragem histórica ao centro direita, segundo se depreendeu das palavras do candidato.

Cidadãos por Alcanena apresentou listas de candidatos e programa eleitoral às autárquicas deste ano. Foto: Facebook/DR

Neste momento não há muitas certezas em Alcanena, mas o movimento Cidadãos por Alcanena parece convicto que reúne as condições para a vitória e somar mais votos no dia 26 que os demais candidatos à gestão do município liderado pela socialista Fernanda Asseiceira, que não se pode recandidatar pelo PS por força da lei de limitação de mandatos, partido que apresenta Hugo Santarém como candidato a estas eleições.

VIDEO | INTERVENÇÃO RUI ANASTÁCIO, CANDIDATO CIDADÃOS POR ALCANENA:

Na sexta-feira foi dado a conhecer o nome da professora Tereza Cadete Sampainho como candidata à Assembleia Municipal. “Quero uma Assembleia Municipal que me dificulte a vida, que me questione”, afirmou, e não que “seja um prolongamento do executivo camarário”.

Garantindo que vai existir distanciamento entre órgãos e que haverá espaço para todas as forças políticas, deixou ainda a ideia de criar uma assembleia municipal de jovens e um “Fórum anual” que reúna no concelho “as mentes pensantes” locais e do país. “Muito vai mudar por aqui”, prometeu.

Seguiu-se a apresentação dos cabeças de lista às juntas de freguesia. João Pinto, atual vereador na oposição, concorre pela União de Freguesias de Alcanena e Vila Moreira, tendo sido o único entre os autarcas a intervir e a apresentar o seu programa para a freguesia. Fátima Ramalho, atual presidente da Junta de Minde, repete a candidatura.

Estevão Anacleto, a Bugalhos, Edgar Pereira, à União de Freguesia de Malhou, Louriceira e Espinheiro, Paulo Gonçalves, a Moitas Venda, e Abílio Henriques, a Monsanto, são os restantes nomes na corrida. A atual presidente de Junta da Serra de Santo António, Marlene Carvalho, não repete a candidatura, sendo substituída por Eurico Justo.

A professora Teresa Cadete Sampainho quer criar uma assembleia municipal jovem e um Fórum anual Foto: mediotejo.net

Na sua intervenção, Rui Anastácio recordou um pouco do seu percurso como autarca e das motivações que o levam a encabeçar esta candidatura. “A fasquia tem que ser posta lá em cima”, defendeu, admitindo que pode não conseguir concluir todos os seus projetos, mas é neste espírito de ambição que quer trabalhar nos próximos quatro anos.

“Queremos operar no concelho de Alcanena uma profunda transformação”, afirmou, lembrando que o território perdeu cerca de 10% da população nos últimos 10 anos, sendo que freguesias como Monsanto perderam 20%. “Estamos a morrer, o concelho está a morrer”, comentou, frisando o seu objetivo de inverter esta tendência.

Na sessão foi distribuído um jornal de campanha com as principais propostas do grupo. A requalificação da habitação do concelho, com melhores ofertas para os jovens, é uma das ideias, assim como a atração dos “nómadas digitais” para temporadas no município.

Cidadãos por Alcanena apresentou listas de candidatos e programa eleitoral às autárquicas deste ano. Foto: Facebook/DR

Rui Anastácio garantiu também uma menor centralização das decisões no presidente da Câmara. 

O destaque do programa vai porém para um conjunto de projetos muito específicos, apresentados em jeito de mapa, que o candidato admitiu que lhe “tira o sono” pela desafio que representam e que, a ser concretizados, vão reconfigurar o próprio concelho. Um deles é começar a apresentar a Serra de Aire e Candeeiros como produto turístico no seu todo, criando parcerias com os restantes municípios e várias âncoras de dinamização, nomeadamente os Olhos de Águas e o polje de Mira-Minde. 

Candidatos às juntas de freguesia pelos Cidadãos por Alcanena Foto: Cidadãos por Alcanena

Outra ideia é promover o azeite do concelho, cujo olival, da variedade galega, ocupa 30% do território. O grupo quer ainda transformar o Espinheiro num “Green Lab”, uma aldeia modelo de sustentabilidade. 

A nível de desenvolvimento económico, há projetos para criar uma área de atividades económicas no Covão do Coelho e Vale Alto, reorganizar a zona industrial de Vila Moreia e criar um Parque Industrial do Couro, com uma reorganização territorial da industria dos curtumes, junto da ETAR. O movimento apresenta também um “Projeto Couros” que quer ser uma “nova abordagem” para a “Porta Oeste de Alcanena” de caráter multidisciplinar. Há ainda ideias para o “Parque Empresarial da Porta Norte” e um projeto de requalificação da Fábrica da Cultura. 

“O que vos vou prometer é trabalho”, garantiu Rui Anastácio, salientando que a equipa tem “uma estratégica clara” e uma “grande capacidade técnica” para levar estes projetos a bom termo. “Nós sabemos que nesta altura estamos à frente. E no dia 26 de setembro vamos estar ainda mais à frente”, afirmou, manifestando a confiança de que o movimento vai vencer as eleições autárquicas.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome