Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Junho 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | Carlos Rafael Pereira é candidato do PSD à UF Madalena e Beselga (Tomar)

O Partido Social Democrata de Tomar indicou Carlos Rafael Pereira como candidato à União das Freguesias de Madalena e Beselga. O farmacêutico de 44 anos, residente no Paço da Comenda, trabalha na Farmácia de Casais da Igreja, Assentiz, algo que assegura o partido, lhe confere maior possibilidade de “acompanhar de perto as pessoas da freguesia de Madalena e Beselga”, em proximidade.

- Publicidade -

O partido refere em comunicado que o candidato “lidera uma equipa representativa de todo o território da união de freguesias, com provas dadas pelo seu envolvimento na comunidade, unidos pela vontade de cuidar da Madalena e Beselga”.

O candidato defende uma nova dinâmica para a freguesia. “Vivemos numa freguesia fantástica, capaz de organizar dos melhores festivais de música do país, de produzir vinhos de enorme qualidade e de receber empresas de referência”, afirma.

- Publicidade -

“Acredito que temos a capacidade de transformar a nossa freguesia e de darmos uma nova dinâmica à Madalena – Beselga, assente na cooperação com as empresas, com as associações, com as instituições e, acima de tudo, com as pessoas”, refere Carlos Pereira, indicando que o objetivo é «juntos conseguiremos alcançar mais e fazer melhor do que aquilo que foi feito até agora».

Refira-se que o PSD começou por apresentar Lurdes Ferromau Fernandes como candidata à Câmara Municipal de Tomar, continuando a apresentar os seus candidatos às freguesias nas eleições autárquicas que deverão decorrer entre setembro e outubro deste ano.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome