Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | Candidato do Chega à Câmara do Entroncamento quer reforço da segurança

O candidato do Chega à Câmara do Entroncamento, Diamantino Graça, apresenta-se às eleições do próximo dia 26 com propostas como o aumento do efetivo policial e medidas de reforço da segurança no concelho.

- Publicidade -

Antigo ferroviário, o atual agente de seguros Diamantino Graça frisa, numa nota sobre a sua candidatura, que não é “político profissional” nem “politicamente correto” e que pertence a “um grupo de cidadãos de bem, com competências e empenhados em mudar” a realidade do concelho “para melhor”.

Entre as propostas da sua candidatura, refere, na área da segurança, o aumento do efetivo policial, a conclusão da nova esquadra, a colocação de câmaras de videovigilância na cidade, a realização de “rondas diárias a pé para maior contacto com a população”, a criação do Dia da Polícia e “apoios financeiros aos agentes em serviço na cidade”, para os quais propõe a “abolição do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI)”, medida que propõe estender aos bombeiros residentes no concelho.

A realização de um mercado mensal, “onde todos os comerciantes, feirantes e artesãos vendam os seus produtos, permitindo também aos habitantes a venda das suas velharias”, medidas de apoio ao comércio, com a redução de taxas municipais, a “criação de uma escola de artes gratuita para todos os munícipes”, são outras propostas da sua candidatura.

Entre as medidas ambientais, Diamantino Graça defende a eliminação “da utilização dos produtos químicos fitofarmacêuticos, nas ruas e jardins (proteção aos animais)” e a criação de hábitos de reciclagem na população, propondo a “punição exemplar aos infratores na poluição do meio ambiente no concelho”.

O executivo municipal do Entroncamento é liderado pelo PS, que, nas eleições de 2017, obteve 45,4% dos votos (quatro eleitos), integrando ainda dois vereadores do PSD (25%) e um do BE (12,2%).

Às eleições do próximo dia 26, para as quais se encontram inscritos 16.966 eleitores, candidatam-se ainda à presidência da Câmara o socialista Jorge Faria (candidato a um terceiro mandato), o social-democrata Rui Claudino, o bloquista Álvaro Santos, tendo a CDU voltado a escolher a gerente Telma Jorge e o CDS-PP o consultor de segurança Pedro Miguel Gonçalves.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome