Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas | Bruno Gomes (PS) que dar a Ferreira do Zêzere “uma nova visão” e pede “vitória inequívoca”

Bruno Gomes, o candidato do PS à Câmara de Ferreira do Zêzere, delineou as linhas de força da candidatura e de um caminho que assume ser feito “para ganhar estas eleições”. Admitindo querer afirmar o concelho como uma “voz ativa” nas grandes decisões da região e um município de referência no que toca a desenvolvimento e inovação, o socialista clama por um “tempo de mudança” e pede aos ferreirenses “uma vitória inequívoca” no próximo dia 26 de setembro.

- Publicidade -

“Venho a todos vós, ferreirenses, pedir-vos uma vitória inequívoca que possibilite governar com estabilidade. É tempo de mudança. Somos uma nova geração e temos uma nova visão”, declarou o candidato do PS à Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere nas eleições autárquicas deste ano, Bruno Gomes.

Aludindo ao slogan da sua campanha, o cabeça de lista à autarquia ferreirense, que conta com 20 anos de atividade política (sendo atualmente vereador da oposição na Câmara de Ferreira do Zêzere), usou as palavras “transparência” e “convicção” para descrever um caminho de luta para o desenvolvimento do concelho que, crê, está ainda a começar.

A mesma convicção fez-se sentir na apresentação pública da candidatura, que aconteceu no passado dia 1 de agosto, ocasião na qual marcaram presença figuras como Maria do Céu Antunes (ministra da Agricultura), na função de representante do secretariado nacional do PS, e Hugo Costa, presidente da Federação Distrital de Santarém do PS.

“O Bruno representa claramente uma nova geração de autarcas que é absolutamente determinante para o sucesso do nosso país”, assumiu Maria do Céu Antunes na sua intervenção, sublinhando a necessidade de “uma nova geração de autarcas, uma nova visão para podermos desenvolver as políticas públicas”.

Citando a primeira mulher a ocupar o cargo de primeira-ministra em Portugal, a abrantina Maria de Lurdes Pintassilgo (que afirmava “Se queremos um futuro melhor, o futuro começa hoje e está nas nossas mãos”), a representante do secretariado nacional do PS destacou a capacidade do candidato Bruno Gomes de fazer “política de proximidade” de forma construtiva, o que “faz dele um grande líder e vai fazer dele um excelente presidente de Câmara”.

“Estou certa de que vamos contar com o Bruno para poder desenvolver não só Ferreira do Zêzere mas para poder contribuir com todos os autarcas do Médio Tejo para termos uma região que queremos mais forte, mais coesa, que combata o êxodo demográfico e o abandono dos territórios mais rurais, que seja capaz de captar mais investimento, que tenha mais respostas sociais”, disse Maria do Céu Antunes, numa intervenção na qual não deixou passar em branco a importância do próximo ciclo de investimento bem como do Plano de Recuperação e Resiliência no que respeita à política pública no nosso país.

VÍDEO | Intervenção de Maria do Céu Antunes, do secretariado nacional do PS

Do mesmo sentimento de capacidade e de “grande esperança” em Bruno Gomes partilha o presidente da Federação Distrital de Santarém do Partido Socialista, Hugo Costa, que mostrou confiança no projeto socialista como “o melhor programa” e com capacidade de “continuar a dar ao concelho de Ferreira do Zêzere tudo o que Ferreira do Zêzere merece”.

Assumindo que 45 anos é “muito tempo para o PSD liderar este concelho”, Hugo Costa defende que o município tem de passar para “um novo patamar de desenvolvimento”, sabendo captar mais e aproveitar os recursos turísticos.

ÁUDIO | Hugo Costa, presidente da Federação Distrital de Santarém do PS

“Hoje, o país tem um grande pacote financeiro pela frente (Plano de Recuperação e Resiliência), conjugado com o novo quadro comunitário de apoio e com o remanescente do atual. São mais de 33 mil milhões de euros (…) e as autarquias têm de saber executar esses fundos. Isso só pode ser feito com uma nova forma de fazer [política] em Ferreira do Zêzere”, acrescentou.

“Uma nova geração, uma nova visão” e o papel dos jovens

Numa candidatura que se apresenta como diferenciadora, a aposta na juventude e no regresso dos jovens ao concelho é um dos objetivos elencados. Celso Alves, jovem cientista ferreirense e mandatário para a juventude da candidatura de Bruno Gomes, sublinhou a importância dos mais novos para um futuro risonho.

Mandatários das candidaturas do PS em Ferreira do Zêzere, durante o discurso do mandatário para a juventude, Celso Alves. Fotografia: mediotejo.net

“Os jovens são uma parte imprescindível de toda a nossa sociedade e não podemos agoirar um futuro risonho se não contarmos com os nossos jovens, fixando-os no nosso território. (…) Para isso é preciso fazer muito mais do que apenas falar e o Bruno [Gomes] tem demonstrado diferentes iniciativas que pretende e que irá certamente alavancar o retorno dos nossos jovens”, disse, afirmando que o projeto “dinâmico, inovador e diferenciador” que o candidato socialista apresenta dá “garantias de que poderemos a curto/médio prazo ter os nossos jovens no nosso território.”

ÁUDIO | Celso Alves, mandatário da candidatura do PS para a juventude

Mas não só de jovens é composta a equipa encabeçada por Bruno Gomes. Com Orlando Patrício, Ana Elisabete Ferreira, Sérgio Morgado, Fernanda Faria, Flávia Cunha e Miguel Godinho como nomes da lista à Câmara Municipal, à qual se somam os nomes à lista da Assembleia Municipal, o candidato fala numa equipa “extremamente bem equilibrada, capacitada, rejuvenescida e conhecedora da realidade do concelho”.

“Gente de trabalho, gente de força”, diz, que está a apostar na proximidade e na recolha da opinião dos ferreirenses como forma de mostrar aquilo que Bruno Gomes promete ser enquanto presidente de Câmara. “Estou aqui para ouvir, para procurar resolver os problemas das pessoas. Para lutar por um concelho que seja uma referência regional e nacional. Com bairrismo, com união e com todos”, assumiu.

“Comigo, Ferreira do Zêzere será uma voz ativa, participará nas grandes decisões da região, será um concelho de referência na liderança do desenvolvimento, inovação e boas práticas”, admitiu o candidato socialista que aproveitou a sua apresentação pública para apontar algumas das políticas e medidas que pretende implementar no concelho, caso seja eleito, sob um plano financeiro “sério e rigoroso”.

VÍDEO | Intervenção Bruno Gomes, candidato do PS à Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere

“Já apresentámos um conjunto de propostas, tais como a criação de uma startup para o turismo, o apoio às mensalidades das creches e a promoção do aumento de vagas. Vamos acelerar e simplificar a implementação de empresas no concelho. Vamos simplificar o licenciamento e legalização das habitações – um problema difícil e que nos afeta há muitos anos. Vamos ter um boom cultural e vamos abrir o centro cultural com uma programação regular para todos. Vamos apoiar o desporto e vamos dinamizar todas as modalidades”, começou por elencar.

“Vamos dar vida ao centro da vila, vamos apoiar o comércio local. Vamos fixar os jovens com apoio ao arrendamento, com criação de lotes para construção, apoio à natalidade desde o primeiro filho e vamos também trabalhar com todas as freguesias”, disse também, referindo ainda a transferência de competências para estas últimas, de modo a tornar os processos diários “mais céleres, próximos e eficientes”.

Entre as propostas apresentadas por Bruno Gomes está ainda o melhoramento da rede de transportes públicos, dos espaços verdes (e a criação de novos), da limpeza de via e do saneamento. Admitindo a aposta na “prevenção da saúde”, propõe-se ainda a disponibilizar uma equipa multifacetada para ajudar a população idosa nos problemas do dia a dia, a apoiar os produtores locais e a integrar os estrangeiros na comunidade com um curso de português.

“Promoveremos o aumento da taxa de cobertura da fibra ótica e a educação será um dos pilares mais importantes da estratégia de desenvolvimento de Ferreira do Zêzere”, expôs também.

José Casanova é cabeça de lista à Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere

Candidata-se a presidente da Assembleia Municipal como “candidato independente e como cidadão ferreirense” para levar os ferreirenses para o outro lado da ponte. “As ferreirenses e os ferreirenses não podem continuar no meio da ponte esperando que o futuro lhes venha a atingir, vindo sempre do mesmo lado. Disso, já temos 44 anos de experiência”, disse José Casanova na sua intervenção pública enquanto candidato.

Num discurso onde se buscou o passado para mostrar aquilo que não se quer no futuro, José Casanova apontou os dois caminhos que o concelho tem à sua escolha: ou continuar a “observar a progressão rumo ao futuro dos concelhos vizinhos” ou “arregaçar as mangas e lutar por um novo rumo que nos conduza ao desenvolvimento e ao progresso”.

“É imperioso terminar com o afastamento entre os cidadãos e a Câmara. É mandatário tornar a Câmara o centro e o rosto da representatividade de todos os ferreirenses”, defendeu.

ÁUDIO | José Casanova, candidato à Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere

Criticando o tempo passado em que “se podia construir muito e se fez tão pouco”, o cabeça de lista à Assembleia Municipal ferreirense vinca que se candidata com a intenção de dignificar a atuação deste órgão autárquico bem como a incentivar a participação dos munícipes nas sessões.

Lista do PS à Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere: Bruno Gomes, Orlando Patrício, Ana Elisabete Ferreira, Sérgio Morgado, Fernanda Faria, Flávia Cunha e Miguel Godinho.

Candidatos às Juntas de Freguesia: Águas Belas – José Pedro Joaquim; Beco – António Craveiro; Chãos – Edmundo Freitas; Ferreira do Zêzere – Armando Cotrim; Igreja Nova do Sobral – Mário Roberto; Nossa Senhora do Pranto – Manuel Nunes; UF Areias e Pias – Vanda Silva.

Lista à Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere: José Casanova, Paulo Rodrigues, Maria Fernanda Moura, João Silva, António Jesus, Mónica Antunes, Carlos Salgado, Nuno Ramalho, Joana Sousa, Tiago Antunes, Sílvia Lopes, Collin Appleby, Pedro Vitorino, Sandra Jesus, Maria da Luz Martins, António Ribeiro, Ana Pires, Andreia Vale, Manuel Nabas, Andreia Nunes, Isabel Mendes.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome