Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autarca de Ourém “pela primeira vez” com liberdade de decisão a nível financeiro

Num discurso bastante otimista, o presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca, mostrou-se bastante satisfeito pelo estado geral das contas municipais. “Pela primeira vez desde que governo esta câmara que tenho alguma liberdade de decisão sobre o que posso fazer e o que quero fazer, a nível financeiro”, afirmou na assembleia municipal de Ourém de 29 de fevereiro.

“Depois do tormento não virá certamente já a bonança, mas é possível hoje gerir a Câmara Municipal de forma equilibrada e finalmente implementar no terreno anseios que continuam por concretizar”, frisou. Adiantou assim algumas iniciativas junto de serviços e presidentes de junta que tem desenvolvido, além dos vários contatos com a administração central. Referiu ainda que uma comitiva de Minas Gerais (Brasil) deverá passar pelo município no verão.

O tom entusiasta com que proferiu a sua intervenção inicial levou a que recebesse críticas de narcisismo e “vanglória” da bancada da coligação PSD-CDS. “Uma mão cheia de nada” chegou a referir o deputado João Moura (PSD), a respeito das várias iniciativas que Paulo Fonseca afirmou estar a desenvolver.

O presidente acabaria por tornar a manifestar a sua satisfação com o estado geral das contas, anunciando que o município já recebeu alguns avisos dos apoios comunitários, e que se poderá avançar com o alargamento da escola da Carvoeira, em Caxarias, para centro escolar.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome