Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Atendimento da PSP para licenciamento de armas e explosivos em Tomar e Santarém

O Comando Distrital de Santarém da Polícia de Segurança Pública passou a ter desde 1 de janeiro nas cidades de Tomar e Santarém os dois locais de atendimento presencial para os cidadãos tratarem de assuntos relativos ao licenciamento de armas e explosivos, desativando o serviço nas restantes esquadras.

- Publicidade -

Tal deve-se a reorganização nacional do dispositivo, que levou a alteração dos locais de atendimento, desativando o mesmo nas restantes esquadras onde antes era possível fazê-lo, caso de Abrantes, Torres Novas, Entroncamento, Cartaxo e Ourém.

Assim, os interessados em dirigir-se, em Santarém, ao Núcleo de Armas e Explosivos do Comando Distrital – Avenida do Brasil nº 1 (Horário das 09H00 às 16H00), ou, em Tomar, à Secção de Armas e Explosivos da Divisão Policial de Tomar – Rua Dom Lopo Dias de Sousa nº 8 (Horário das 09H00 às 12h30 e das 14H00 às 16H00), segundo informação do Comando Distrital.

- Publicidade -

Ainda assim, a PSP refere no mesmo comunicado que “durante todo o ano de 2021, de modo a garantir aos cidadãos a possibilidade de recorrer a um atendimento especializado e mais próximo, serão desenvolvidas várias iniciativas de proximidade em todo o distrito, semelhantes às de anos anteriores, fazendo deslocar equipas do Núcleo de Armas e Explosivos a várias localidades”.

Por fim,  relembra que continua disponível o Portal de Serviços Online da Polícia de Segurança Pública (SERONLINE – https://seronline.psp.pt/psp/login.pdc) “que, no âmbito do licenciamento de armas e explosivos, promove uma interação simples, segura e desburocratizada, entre o cidadão e a PSP”, uma vez que “após registo, os cidadãos acedem à sua área pessoal, onde podem consultar informação relativamente aos seus processos de licenciamento de armas e explosivos”, termina.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome