Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Artistas consagrados e artista emergente no Médio Tejo”, por Massimo Esposito

O mês de junho é sempre muito activo para acções culturais, festas, concursos e muito mais e neste ano 2019 não é diferente.

- Publicidade -

Muitas exposições em todos os concelhos, concurso de pintura ao vivo em Constância, stands nas festas das várias cidades que oferecem artesanato de classe e que podem ser montras de muitos artistas que desejam mostrar o que fizeram nos meses de inverno e exposições de fim de curso de muitas escolas.

Em Mação, por exemplo. a exposição MIX/ART reúne vários artistas já com vasto curriculum na bela Galeria Elvino Pereira organizada pelo artista surrealista Carlos Saramago que agregou um grupo de colegas de norte ao sul do país onde apresentam as próprias obras e tendências.

- Publicidade -

Refiro que a maioria dos expositores são artistas que VIVEM de arte e que escolheram esta vida que dá muitas satisfações e gostava de dizer que houve uma grande empatia da parte dos presentes que participaram na inauguração. Visitem que é difícil ver estes nomes na nossa região.

Outro apontamento que sugiro é a exposição pessoal de Rita Santos, “Tabus” de Abrantes, na sede da Entroncartes, no Entroncamento. Um conjunto de obras sobre os tabus existenciais relativos à adolescência que são retratados de maneira muito pessoal e intimista, visto a autora ter saído há pouco desta idade.

Mas porque aludo a esta exposição em especial?

Porque a jovem artista emergente, que irá para as Caldas da Rainha para o curso superior de Belas Artes teve de expor numa outra cidade porque na própria não há possibilidade de faze-lo. Não há espaços nem oportunidades. Espero vivamente que em breve esta situação possa ser alterada para ajudar a quem ama a arte a expô-la e vê-la em espaços publicos.

Pintor Italiano, licenciado em Arte e com bacharelato em Artes Gráficas em Urbino (Itália), vive em Portugal desde 1986. Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura nas autarquias do Médio Tejo que, após 20 anos, ainda continua ativo. Neste projeto estão incluídas exposições coletivas e pessoais, eventos culturais, dias de pintura ao ar livre, body painting, pintura com vinho ou azeite, e outras colaborações com autarquias e instituições. Neste momento dirige quatro laboratórios: Abrantes, Entroncamento, Santarém e Torres Novas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome