Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Aprovada carreira de guarda-florestal e passagem de GIPS para unidade especial da GNR

O Conselho de Ministros aprovou a criação da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, que passa a integrar os atuais GIPS, assim como o estatuto da carreira de guarda-florestal.

- Publicidade -

“Esta unidade visa dar o enquadramento adequado na orgânica da GNR ao crescimento feito este ano do GIPS (Grupos de Intervenção, Proteção e Socorro), que mais do que duplicaram a sua dimensão e capacidade de resposta e, por isso, passam a ter, no âmbito da orgânica interna da GNR, uma estrutura adequada”, afirmou o ministro da Administração Interna.

Na conferência final após a reunião do Conselho de Ministros, que decorreu na quinta-feira na Tapada de Mafra, Eduardo Cabrita sustentou também que a aprovação hoje do estatuto e carreira da Guarda Florestal permitirá concretizar “a anunciada contratação de 200 novos guardas florestais”.

- Publicidade -

“Os guardas florestais irão renascer, serão um parceiro fundamental dos responsáveis pela política florestal, designadamente do Ministério da Agricultura”, vincou o ministro.

Ainda sobre a nova unidade especial da GNR, o comunicado do Conselho de Ministros especifica que aquela terá “responsabilidades no âmbito da execução de ações de prevenção e de intervenção em situações de acidente grave e catástrofe, designadamente nas ocorrências de incêndios rurais, de matérias perigosas, de cheias, de sismos, de busca, resgate e salvamento em diferentes ambientes, bem como em outras situações de emergência de proteção e socorro, incluindo a inspeção judiciária em meio aquático e subaquático”.

O Governo referiu que as medidas tomadas no Conselho de Ministros “tomam por base as conclusões e recomendações” dos relatórios produzidos pela Comissão Técnica Independente (CTI) aos incêndios de 2017.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome