- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

António Maio bate recorde da Baja com sétima vitória nas motas em Portalegre (C/FOTOS)

O polaco Krzysztof Hołowczyc (Míni) venceu pela terceira vez a Baja de Portalegre, na categoria de automóveis. António Maio (Yamaha), por sua vez, tornou-se o mais vitorioso piloto de sempre nas motas na Baja de Portalegre, após triunfar na mais emblemática prova do campeonato nacional de todo-o-terreno pela sétima vez. 

- Publicidade -

O piloto alentejano terminou a prova com o tempo de 5:03.17,3 horas, deixando Gustavo Gaudêncio (Honda), segundo, a 6.32 minutos, e ainda na luta pelo título nacional. André Sérgio (Yamaha) foi o terceiro, já a 10.27 minutos do vencedor.

“Sair de Portalegre com uma vitória é sempre bom. Ser o piloto mais vitorioso nas motas era um dos objetivos desta prova e da carreira. Já o perseguia há algum tempo e sabia que acabaria por se concretizar. Foi um final bastante intenso, mas, graças à vantagem que ganhei na manhã de hoje [sábado], pude fazer a gestão correta na última parte”, explicou António Maio.

- Publicidade -

De acordo com a organização, Luís Oliveira (Yamaha), que tinha sido o mais rápido na qualificação, abandonou com problemas mecânicos, enquanto o luso-germânico Sebastian Bühler (Hero), que dominara o SS2, desistiu na sequência de uma queda.

FOTOGALERIA:

 

Luís Fernandes (Yamaha) venceu nos Quads

Luís Fernandes (Yamaha) venceu nos Quads.

Nos quads, a vitória sorriu ao transmontano Luís Fernandes (Yamaha), que vence uma prova do campeonato pela segunda vez consecutiva, depois de já ter triunfado no Oeste.

O piloto de Vinhais terminou com o tempo de 5:19.50,6 horas, deixando Luís Engeitado (Yamaha), segundo, a 4.22,1 minutos, com Flávio Gonçalves (Yamaha) em terceiro, já a 20.51,3.

“É fantástico ter ganhado, com este ambiente, público e concorrência, e só posso dizer que gostei imenso”, disse Luís Fernandes.

FOTOGALERIA:

 

Nos SSV a vitória sorriu a Gonçalo Guerreiro (Can Am)

Nos SSV a vitória sorriu a Gonçalo Guerreiro (Can Am ).

 Nos SSV, a vitória foi de Gonçalo Guerreiro (Can Am), com o tempo de 5:16.13,7 horas, deixando Alexandre Pinto (Can Am) a 42,2 segundos e o atual campeão nacional de ralis, Armindo Araújo (Can Am), em terceiro, a 1.35,1 minutos.

FOTOGALERIA:

 

Krzysztof Hołowczyc venceu Baja de Portalegre pela terceira vez

O polaco Krzysztof Hołowczyc (Míni) venceu pela terceira vez a Baja de Portalegre.

O polaco Krzysztof Hołowczyc (Míni) venceu no sábado, pela terceira vez, a Baja de Portalegre, a mais emblemática prova nacional de todo-o-terreno, na categoria de automóveis.

O antigo campeão europeu de ralis deu-se melhor nos pisos enlameados do Alto Alentejo, terminando com o tempo de 5:09.44,7 horas, batendo o português Tiago Reis (Toyota Hilux), que foi segundo classificado, por 1.14,6 minutos.

O brasileiro Lucas Moraes (Toyota Hilux) foi terceiro, a 7.33,6 minutos do vencedor.

“É a minha terceira vitória em três participações e isso deixa-me muito satisfeito. Gosto deste rali, com as suas pistas especiais e muito técnicas”, disse o polaco, que, com este resultado, conquistou a Taça da Europa de Bajas, enquanto Yazeed Al Rajhi (Toyota Hilux) garantiu o triunfo na Taça do Mundo FIA de Bajas Cross-Country, ao ser 10.º classificado, a 16.17,7 minutos do vencedor.

O segundo lugar permitiu ao português Tiago Reis (Toyota Hilux), já virtual campeão nacional antes desta jornada, garantir o terceiro lugar na Taça da Europa.

“Se não fosse uma manhã muito difícil, sempre a abrir a pista, durante 70 dos quase 150 quilómetros, poderíamos ter tido hipótese de discutir a vitória até ao fim. Mas, as corridas são mesmo assim e ficamos muito satisfeitos com o resultado”, sublinhou, no final.

Miguel Barbosa (Toyota Hilux) foi o quarto classificado, com o oito vezes campeão nacional de todo-o-terreno a poder queixar-se de um furo, enquanto o brasileiro Cristian Baumgart (Toyota Hilux) fechou o quinteto da frente. 

Ainda entre os automóveis, destaque para os irmãos portugueses Alexandre Ré/Pedro Ré, que depois da conquista da Taça da Europa, asseguraram também a vitória na Taça do Mundo FIA de Bajas Cross-Country, na Categoria T4.

“Foi uma época fantástica, claro. Estamos muito satisfeitos e Portalegre voltou a ser Portalegre. Com chuva, mas não demasiada e assim é que tem de ser Portalegre”, disseram. 

FOTOGALERIA:

 

c/LUSA

Fotos de: Jorge Santiago e David Belém Pereira

Agência de Notícias de Portugal

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome