Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Almeirim | Projeto “Pais de desportistas, são pais responsáveis” com bons resultados

O presidente da Câmara de Almeirim disse hoje à Lusa que se começam a perceber os impactos do projeto “Pais de desportistas, são pais responsáveis”, lançado em maio em parceria com clubes, associações e federações das várias modalidades.

- Publicidade -

“Está a dar bons resultados. Até ao momento não registámos nenhum incidente e é assim que gostaríamos de continuar”, disse Pedro Ribeiro, num primeiro balanço do projeto, que tem por lema “durante os jogos não dê espetáculo, deixe o protagonismo às equipas”.

O autarca afirmou que, desde o lançamento do projeto, foram realizadas reuniões de sensibilização com federações, associações e clubes, e destes junto de pais, treinadores, jogadores, sublinhando o facto de alguns dos clubes terem inserido nos seus regulamentos internos as regras preconizadas e que preveem penalizações a maus comportamentos, que podem ir de advertências a expulsões.

- Publicidade -

A Câmara de Almeirim entregou às associações e federações fichas para os árbitros registarem comportamentos que fomentem atos de violência, não tendo existido até agora qualquer comunicação, adiantou.

Jorge Maia, presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Santarém, disse à Lusa que se nota “alguma contenção” neste início de época, salientando a importância de um programa que inclui o saber estar, sobretudo em escalões de formação, onde a vertente de educação assume particular importância.

“De certeza que este é um bom caminho, no sentido de apaziguar comportamentos, digamos, mais espontâneos, por vezes a roçar a violência verbal, que não faz sentido, muito menos em contexto de formação”, declarou.

Para o dirigente, é essencial o aparecimento de iniciativas locais que forcem as instâncias superiores a “perceberem que é preciso tomar medidas mais severas sem que tenha que acontecer um acidente grave”, sublinhando que a intenção é que o projeto seja alargado a outros concelhos ou mesmo federações.

A Câmara de Almeirim vai agora começar a distribuir milhares de folhetos, com as 10 regras preconizadas no programa, pelos diversos recintos desportivos do concelho para que os seus frequentadores as conheçam, sendo que a última regra recomenda àqueles que entendem não conseguir cumprir todas as outras que “então, fique em casa”, disse Pedro Ribeiro.

O projeto foi apresentado depois da agressão aos jogadores do Sporting na Academia de Alcochete, tendo o autarca afirmado na altura ter entendido ser “o momento certo” para avançar com uma ideia que andava a ser trabalhada “há muito tempo”.

“Se o desporto ao mais alto nível não dá o exemplo, então é tempo de os pequenos clubes e associações desportivas, que são o verdadeiro garante do desporto para todos, se mobilizarem. A Câmara dará também esse exemplo, incentivando ou penalizando. É tempo de mudarmos mentalidades e comportamentos”, escreveu o autarca nas redes sociais, na altura.

À Lusa, esclareceu que o comportamento em toda a envolvente das competições vai ter um peso no apoio financeiro do município aos clubes, premiando as boas práticas e cortando verbas nos que não as pratiquem.

“Não nos podemos conformar com atitudes que parece que são já normais. ‘Alhos e bugalhos’ na boca de pais, atletas e dirigentes já não são condenados. Mas devem ser. Discussões, empurrões, agressões entre adeptos, muitas vezes pessoas com responsabilidade, parecem banais”, escreveu Pedro Ribeiro na altura em que lançou o programa.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome