Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alerta | Truque das notas fora da validade causa vaga de burlas no distrito

Nas últimas semanas o distrito de Santarém tem sido afetado por uma vaga de burlas, que tem incidido sobretudo sobre a população mais idosa. Disfarçados de bombeiros, funcionários da EDP, do Banco de Portugal, Segurança Social ou enfermeiros, e usando o velho discurso de que as notas de 20 ou 50 euros vão acabar, os burlões têm conseguido extorquir algumas somas de dinheiro.

- Publicidade -

A GNR está a lançar o alerta, que se encontra a circular pelas redes sociais, para que a população esteja atenta e, caso se sinta enganada, faça queixa.

A estratégia é a tradicional: usando um disfarce de uma entidade respeitável, como por exemplo um boné de Bombeiro, o(s) indivíduo(s) aborda(m) a população mais frágil e isolada, em particular idosos, com a “informação” que as notas de 20 ou 50 euros vão perder validade e têm que ser trocadas ou que vão acabar.

- Publicidade -

O embuste já é corriqueiro, admitiu ao mediotejo.net o oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial de Santarém, tenente-coronel Armando Videira, mas as pessoas continuam a ser aldrabadas.

O responsável não soube dar um número objetivo dos casos ocorridos nas últimas semanas ao mediotejo.net, mas têm sido vários ao longo de todo o distrito de Santarém, numa tipologia de “criminalidade itinerante”, sendo que os criminosos têm conseguido os seus intentos.

“Estamos atentos, temos militares no terreno”, salientou, numa investigação que se encontra ainda a decorrer, sem suspeitos detidos.

À população, o responsável alerta para que “não entrem na ladainha do burlão” e desconfiem perante pessoas que desconheçam. Caso a burla se efetive, apela a que tentem memorizar todo o tipo de pormenores sobre o indivíduo (características físicas como a cor do cabelo ou altura) e eventualmente do veículo, em particular a matrícula, e participem às autoridades.

Em último recurso deve-se contactar o 112.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome