Aleitamento Materno em destaque no ACES Médio Tejo

Comemora-se nestes primeiros dias de outubro a Semana Mundial do Aleitamento Materno, cujo objetivo é encorajar esta prática e fomentar a saúde do recém-nascido de todo o mundo. O tema de 2016 é a ‘Amamentação, uma chave para o desenvolvimento sustentável’.

PUB

Neste âmbito, o ACES Médio Tejo está a desenvolver atividades promotoras do Aleitamento Materno nas localidades de Abrantes, Torres Novas e Fátima.

Em comunicado, o ACES Médio Tejo convida todas as grávidas, pais, e restante família, bem como a comunidade local a estarem presentes neste evento que, depois de ter estado em Abrantes, no dia 6, e no sábado, dia 8 de outubro, em Torres Novas, no dia 15 de outubro, pelas 18H, estará, em Fátima, no Recinto do Centro de Saúde local.

PUB

Alimentar os bebés prematuros exclusivamente com leite materno traria uma poupança de mil euros por criança ao longo do seu desenvolvimento, o que em Portugal equivalia a uma redução de custos na ordem dos oito milhões de euros anuais.

Segundo um estudo britânico do consórcio York Health Economics, da Universidade de York, a poupança de cerca de mil euros por cada criança foi estimada tendo em conta o período que o bebé prematuro permanece nos cuidados intensivos e também a redução de doenças a longo prazo e complicações após a alta hospitalar.

PUB

Os investigadores desenvolveram um modelo para calcular o valor económico resultante da redução da incidência, severidade e risco de ter determinadas doenças e complicações em recém-nascidos prematuros alimentados exclusivamente com leite materno, face aos que são alimentados com leite de fórmula.

De toda a poupança estimada, quase 65% (670 euros) aplica-se ao período de internamento em cuidados intensivos nenonatais e os restantes 35% estão ligados à redução de doenças a longo prazo.

O estudo, que foi promovido em conjunto com uma empresa de produtos e investigação em aleitamento materno, teve o sistema de saúde britânico como modelo, mas supôs que as poupanças seriam similares em economias comparáveis, como a portuguesa.

Vários estudos internacionais têm demonstrado que o leite materno em exclusivo aos bebés pré-termo (antes das 37 semanas de gravidez) reduz o risco de desenvolverem várias doenças.

Esta análise da Universidade de York centra-se na enterocolite necrosante, a doença digestiva mais frequente e grave no período neonatal, na sepsis, na síndrome de morte súbita do bebé, na leucemia infantil e noutras doenças crónicas e infecciosas.

Portugal assinala na primeira semana de outubro a Semana Mundial do Aleitamento Materno.

c/Lusa

Workshop de Nutrição Clínica e Cozinha Saudável – USF Almonda 

A equipa da USF Almonda tem desenvolvido no âmbito do seu Plano de Acompanhamento Interno 2015/2016 várias atividades abordando o tema Alimentação Saudável.

Nesse âmbito, aquela USF vai realizar um Workshop de Nutrição Clínica e Cozinha Saudável, ministrado pela Nutricionista Andreia Revez, tendo como população alvo os profissionais de saúde do ACES Médio Tejo.

Como representante das USF/UCSP´s no Grupo Técnico 1 do Plano Local de Saúde da USF Almonda foi aceite englobar esta actividade no Plano Local de Saúde e tendo como parceiros o CHMT e o Município de Torres Novas.

Sendo o Dia Mundial da Alimentação a 16 de outubro, a USF Almonda irá realizar o referido Workshop no dia 14 de outubro à tarde, no auditório do Hospital de Torres Novas, com início às 14h30 e uma duração máxima de 02h00.

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here