Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Alcanena | Vitória dos “Cidadãos” na União de Malhou dá presidência da Assembleia Municipal (c/áudios)

O concelho de Alcanena fez uma viragem histórica ao centro direita com a vitória dos Cidadãos por Alcanena (coligação PSD-CDS-MPT) na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal, mas a cor das Assembleias de Freguesia manteve-se sensivelmente a mesma. Apenas a vitória do grupo na União de Freguesias de Malhou, Louriceira, e Espinheiro garante, por meio de um único presidente de junta, a maioria numa Assembleia Municipal dividida. Tereza Sampainho é a nova presidente da Assembleia Municipal de Alcanena e o Cidadãos por Alcanena faz a dobradinha nestas eleições, com Rui Anastácio a assumir a presidência da Câmara Municipal.

- Publicidade -

Em termos de Assembleia Municipal, o concelho de Alcanena ficou dividido. Os Cidadãos ganharam com 47,88% dos votos e 11 deputados, mas com apenas três freguesias (Minde, Serra de Santo António e União de Freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro).

Já o PS obteve 39% dos votos e nove deputados, mas manteve quatro freguesias (Alcanena e Vila Moreira, Bugalhos, Monsanto, Moitas Venda). No final, o 14/13 é o resultado da perda da reeleição dos socialistas na União de Malhou para a lista de Edgar Pereira, conferindo a maioria.

- Publicidade -

Resultados da Assembleia Municipal de Alcanena em 2021 Foto: MAI

 

Em relação às eleições de 2017, os resultados da Assembleia Municipal representam uma completa inversão de forças entre o PS e os Cidadãos. O ligeiro empate entre ambos fez perder um dos dois vereadores à CDU, que ficou com 8,55% dos votos. 

Aos 68 anos, o médico Edgar Pereira admite que estava à espera da vitória. “A gente não se candidata para perder”, comentou bem disposto ao mediotejo.net, explicando que tinha a noção que os Cidadãos por Alcanena tinham “boas perspetivas” de vencer na união de freguesias de Malhou, Louriceira, e Espinheiro.

Tereza Cadete Sampainho foi a aposta de Rui Anastácio para a Assembleia Municipal de Alcanena Foto: mediotejo.net

Afirmando que a sua candidatura não é contra ninguém, Edgar Pereira frisou que espera poder trabalhar com a colaboração dos eleitos PS. A vitória na Câmara dos Cidadãos dá-lhe a expectativa de que algumas das ideias originais do programa eleitoral possam efetivamente avançar, como a promoção do olival local, do rio Alviela e da floresta do Espinheiro, neste último um projeto de sustentabilidade.

Ao mesmo tempo, sublinhou, é preciso olhar para a degradação do “parque habitacional” e para a melhoria das acessibilidades, nomeadamente aos cuidados de saúde.

resultados da assembleia de freguesia de Malhou Louriceira Espinheiro Foto: MAI

ÁUDIO | EDGAR PEREIRA, PRESIDENTE ELEITO NA UNIÃO DE MALHOU:

“Esta candidatura tenta olhar não propriamente para um ciclo eleitoral, mas um pouco mais além, sem estarmos preocupados com eleições daqui a quatro anos”, sublinhou o presidente recém-eleito, constatando que os seus projetos são de médio e longo prazo.

Com a vitória dos Cidadãos na Assembleia Municipal mudará também a mesa, o que representa a perspetivada tomada de posse da cabeça de lista Tereza Cadete Sampainho, professora de 50 anos.

Uma figura nova na vida autárquica alcanenense, a futura presidente da Assembleia tem também novas ideias para o órgão, como a criação de uma Assembleia Municipal Jovem, um “Fórum Anual”, a criação de grupos de trabalho temáticos ou a mudança do período do público para o início das sessões da Assembleia (e não no final, como sucedia até ao momento). 

Adiantou também ao mediotejo.net o desejo de ver reativado o jornal “O Alviela”, antigo jornal do concelho que fechou há cerca de uma década. 

“Eu antevejo estes quatro anos como bastante produtivos”, afirmou a autarca ao mediotejo.net, esperando “conseguir trabalhar em conjunto e dar sentido à palavra democracia”. “Estou confiante que todos estamos lá para trabalhar pelo concelho”, salientou, frisando que vai procurar dar vozes

Querendo trabalhar com “verdadeiro sentido cívico e democrático”, Tereza Cadete Sampainho afirma que procurará dar voz a todos, incluindo aos munícipes que se queiram expressar neste órgão municipal que tem como incumbência fiscalizar o executivo municipal. 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome