- Publicidade -

Alcanena | Rui Anastácio avança para a Câmara como independente e conta com apoio do PSD (c/áudio)

O movimento independente Cidadãos por Alcanena (CA) apresentou esta semana a sua lista de candidatos às autárquicas de 2021, juntamente com o anúncio de que terá o apoio do PSD. Juntamente com Rui Anastácio, encontram-se na corrida ao município os autarcas Alexandre Pires (Minde) e Marlene Carvalho (Serra de Santo António). Segundo Rui Anastácio, o movimento deverá ainda contar com o apoio do MPT – Partido da Terra e do CDS, à semelhança do que sucedeu em 2017.

- Publicidade -

“É um apoio que nos deixa felizes”, disse Rui Anastácio ao mediotejo.net, frisando que há um conjunto de valores comuns, não obstante os Cidadãos por Alcanena se tenham sempre apresentado como um movimento de cidadãos independentes. “Nós somos um projeto muito transversal, de pessoas que pensam pela sua cabeça”, salientou, mas “todos os apoios que possamos receber são bem vindos”, disse, comentando o apoio formal do PSD à sua candidatura.

ÁUDIO: RUI ANASTÁCIO, CANDIDATO À CM ALCANENA:

- Publicidade -

 

Na última semana os Cidadãos por Alcanena (CA) divulgaram os principais nomes da lista à Câmara Municipal. Para além de Rui Anastácio, concorrem Alexandre Pires (ex-vereador pelo PSD-CDS e atualmente no executivo da junta de Minde eleito pelos CA) e Marlene Carvalho (atual presidente da junta da Serra de Santo António e também eleita pelos CA) nos primeiros lugares. Estão presentes ainda os nomes de Nuno Silva, Eduardo Clemente, Marisa Silva e Nuno Rebelo.

Os CA anunciaram ao que vinham em finais de outubro, ocasião em que foi apresentado o nome de Rui Anastácio enquanto cabeça de lista do movimento. Ao mediotejo.net, o atual deputado municipal explicou que o objetivo da sua candidatura é um corte com o passado, apostando numa gestão concelhia mais plural e descentralizada. O ambiente e a captação de empresas serão algumas das suas prioridades.

“Não foi uma decisão fácil do ponto de vista pessoal”, admitiu Rui Anastácio, mas decidiu avançar com a candidatura ao município de Alcanena porque “a avaliação que faço do desenvolvimento do meu concelho nos últimos anos não é nada positiva”.

O projeto do PS, encabeçado por Fernanda Asseiceira e que terá a sua continuação, já anunciada, com Hugo Santarém como candidato, parece-lhe “gasto”. “Parece-me que terá que haver uma rutura forte com o passado”, defende.

“Estamos a trabalhar num programa eleitoral muito consistente”, frisou, referindo que um dos problemas mais prementes do concelho é a qualidade do ar em Alcanena. A atração de empresas e a aposta na habitação são outros dos temas que serão discutidos pelo movimento.

“Vamo-nos focar naquilo que são os grandes problemas”, vincou, para de seguida afirmar que “terei uma atitude muito distinta” da atual presidente da Câmara. “É muito importante delegar, criar equipas nas quais confiamos”, comentou, “não quero enquanto presidente de Câmara decidir tudo e mais alguma coisa”.

A aposta no pluralismo e numa atitude dialogante, inclusive com a indústria de curtumes, são assim as grandes bandeiras da nova candidatura.

Tendo avançado um ano antes das eleições com o anúncio, Rui Anastácio admite que “Alcanena vai ter uma campanha animada”, mas é desejo da equipa “contribuir para um debate profundo”.

“Vamos agitar consciências”, sublinhou, tendo assegurado que “ninguém será maltratado porque pensa diferente”.

Rui Anastácio já conhece o nome de um dos seus adversários na corrida à presidência da Câmara de Alcanena em 2021. Numa linha de “continuidade” com o trabalho realizado por Fernanda Asseiceira (PS) desde 2005, Hugo Santarém foi apresentado no dia 12 de setembro, como sendo o candidato socialista à Câmara Municipal de Alcanena nas eleições autárquicas de 2021.

Fernanda Asseiceira, atual presidente do município, atingiu o limite de mandatos e não se pode recandidatar.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).