Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Requalificação do Mercado Municipal obriga a desvio na via

No âmbito da empreitada de Requalificação do Mercado Municipal de Alcanena, a Câmara Municipal deliberou, na reunião realizada a 2 de setembro, aprovar o Plano de Sinalização e Ocupação Temporária da Via Pública com desvio – Rua da Saudade e Rua João da Silva Nazário, em Alcanena, apresentado pela firma Adjudicatária, Miraterra – Obras Públicas, Lda. Os trabalhos têm início esta segunda-feira, dia 5 de setembro.

- Publicidade -

O plano de sinalização será implementado na via de circulação rodoviária, na Rua João da Silva Nazário e na Rua da Saudade, que condiciona os trabalhos da empreitada de Requalificação do Mercado Municipal de Alcanena, tendo como objetivo salvaguardar a segurança dos utentes (peões e automobilistas) e dos trabalhadores, de modo a manter o fluxo de tráfego com a menor interferência possível.

Para que seja possível realizar a intervenção pretendida é necessário proceder ao corte parcial da via de circulação onde irá decorrer a intervenção, sendo que os trabalhos serão realizados de forma a provocar a menor alteração possível ao trânsito automóvel.

- Publicidade -

Será colocada sinalização a indicar a realização de obras e o corte parcial/estreitamento da via de circulação onde decorrem os trabalhos.

A sinalização de circulação será colocada de forma visível para todos os automobilistas afetados, sendo que a zona de trabalhos será sempre sinalizada e delimitada.

No período noturno, serão mantidas todas as condições de segurança, sendo sempre garantida a circulação do trânsito automóvel.

Os trabalhos têm início esta quinta-feira, dia 5 de setembro, e terão uma duração prevista de aproximadamente dois dias. Os elementos relevantes foram também enviados às entidades competentes, Proteção Civil, Bombeiros, GNR, Juntas de Freguesia e outras.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome