Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena recebeu 5º Festival Gastronómico da Cachola e da Morcela

O Município de Alcanena promoveu entre os dias 24 e 27 de novembro a quinta edição do Festival Gastronómico da Cachola e da Morcela, evento gastronómico que decorreu em 14 restantes aderentes do concelho, que participaram no desafio de recuperar e divulgar alguns dos sabores mais peculiares desta região, associados à cozinha tradicional e popular das gentes das serras, de Aire e Candeeiros, e do bairro, terras prenúncio do Tejo.

- Publicidade -

Cada restaurante participante foi responsável pela composição de uma ementa, em que foram valorizados os produtos regionais e a gastronomia tradicional.

A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, os vereadores da autarquia, Maria João Gomez, Luis Pires e Hugo Santarém e os membros dos Gabinetes de Apoio à Presidência e a vereação marcaram presença na abertura do Festival, assinalando o arranque desta quinta edição com um almoço no restaurante “O Retiro dos Pacatos”, em Malhou.

- Publicidade -

Os restaurantes aderentes da 5ª edição do Festival Gastronómico da Cachola e da Morcela foram os seguintes: Caneiro’s (Alcanena) | Cantinho dos Sabores (Minde) | Central (Vila Moreira) | O Miranda (Casais Romeiros) | Cantinho do Toino (Alcanena) | O Caracol (Covão do Feto) | Olhos d’Água (Olhos d’Água – Louriceira) | O Mal Cozinhado (Monsanto) | O Nosso Cantinho (Alcanena) | O Patanisca Dourada (Raposeira) | O Peregrino (Louriceira) | Pizzaria Vieira (Serra de Santo António) | Retiro dos Pacatos (Malhou) | Simões (Vale Alto).

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome