Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Quer casa? Município entrega edifícios degradados a quem quiser recuperar

Existem no concelho de Alcanena cerca de um milhar de casas em ruínas e em risco de desabamento. Muitos dos proprietários já não vivem no município e não querem saber do património. Foi assim aprovado na reunião camarária de 19 de abril, quarta-feira, criar-se um bolsa de doações, para receber estas ruínas. Os edifícios ficam depois ao dispor de quem se comprometer com a requalificação dos mesmos, não podendo estes ser vendidos por um período de dez anos.

A proposta de regulamento municipal do Programa Reabilita e Habita foi aprovada por unanimidade. Segundo explicou o vereador Hugo Santarém (PS) há cerca de um milhar de imóveis em mau estado por todo o concelho, tendo-se estado a notificar os proprietários para que recuperem ou demulam os edifícios. No entanto, constatou, muitos dos donos já não se interessam pelo património ou não têm condições de realizar qualquer intervenção, estando dispostos a doar os edifícios ao município.

Neste contexto surgiu a ideia de se criar uma bolsa com estas doações, que ficará ao dispor dos interessados que queiram recuperar os edifícios para seu usufruto. Há regras: a propriedade não pode depois ser vendida por um prazo de 10 anos e as obras de requalificação também têm um prazo limite para serem concretizadas. Esta bolsa de imóveis fica apenas acessível a privados.

Hugo Santarém explicou que o projeto visa não só recuperar este património degradado, como também trazer para o concelho novos casais que não encontrem respostas noutras formas de habitação.

A ideia e o regulamento foi bem aceite por todo o executivo municipal, tendo sido aprovado por unanimidade.

 

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome