Alcanena: Município tem duas casas preparadas para receber refugiados

O executivo municipal de Alcanena votou favoravelmente, na reunião de segunda-feira, 16 de maio, a constituição de um T3 no Bairro Timor Lorosae enquanto habitação social destinada ao acolhimento de refugiados. Na mesma linha, mas com uma habitação cedida por um particular, aprovou um contrato de comodato. O concelho tem assim duas casas para receber, de preferência, famílias com crianças que tenham estatuto de refugiados.

PUB

A presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira, adiantou na ocasião que tem uma reunião marcada com o Conselho Nacional de Refugiados, onde deverá ser apresentado um ponto de situação sobre o apoio português à integração dos refugiados que chegam à Europa. Para já o município tem o T3 disponível e dá especial preferência a uma família com crianças.

Há ainda um morador que preparou uma habitação da sua propriedade e a disponibilizou para receber refugiados. Como o processo tem passado pelas Câmaras Municipais, realizou-se um contrato de comodato para esse fim. A estrutura, referiu Fernanda Asseiceira, terá como única função albergar refugiados.

PUB

Ambas as propostas foram aprovadas por unanimidade.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here