Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena: Município surpreendido com tantos recém-nascidos

A iniciativa Cabaz “Bebé Feliz”, implementada em Alcanena em janeiro deste ano, já entregou 38 cabazes a recém-nascidos do concelho. Esta sexta-feira, 1 de julho, decorreu a maior entrega até ao momento, de 15 cabazes. A presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira, admitiu que não estava à espera de tantas crianças e que a medida torna-se uma mais-valia no registo de nascimentos e das condições sócio-económicas das famílias, que não existia. Para agosto/setembro já estão em lista mais nove cabazes. Os pais agradecem o apoio.

- Publicidade -

15 recém-nascidos, 11 meninos e quatro meninas, todos com cerca de um mês, acorreram à Biblioteca Municipal de Alcanena para usufruir do Cabaz “Bebé Feliz”, uma medida de promoção da natalidade implementada este ano no concelho de Alcanena e que tem obtido bons resultados junto dos moradores. Dos vários pais com quem o mediotejo.net falou na manhã de 1 de julho, o casal Andresa Olímpio e André Micaelo eram os mais entusiasmados.

Ela natural da Covilhã e ele do Canadá, vieram parar a Alcanena quase por acaso. “Vai ajudar, sem dúvida!”, frisou Andresa. As medidas nacionais de apoio à natalidade deixam a desejar, pelo que “o apoio local é fantástico. É sinal que temos importância para a comunidade”, salientou, referindo que, para além do valor material em causa, “sentimo-nos mesmo muito acolhidos”.

- Publicidade -

Foto: mediotejo.net
Foto: mediotejo.net

O cabaz tem um valor limite de 500 euros, dentro do qual os pais podem escolher quais os produtos de que mais precisam. Dos 15 cabazes que o mediotejo.net observou a entrega, o padrão é comum: cadeirinhas para o carro e cadeiras para alimentar são o mais recorrente (o mais caro para os pais), mas também fraldas, grades para escadas, berços, intercomunicadores ou mesmo as vacinas. Uma mãe, Maria Costa, pediu um equipamento para tirar leite. “Faz muito falta”, explicou, uma vez que amamenta e terá que voltar ao trabalho. “Eu estou mais que fixa, mas acho bem que incentivem”, afirmou.

Os pais agradecem a ajuda e embora alguns tenham dúvidas que a medida fixe efetivamente pessoas em Alcanena, acreditam que seja um incentivo à permanência. “É sempre uma boa ajuda. Há sítios onde não fazem estas iniciativas”, constatou uma jovem mãe, Ana Cunha.

foto mediotejo.net
As cadeiras para o carro e para a alimentação são as mais requisitadas pelos pais. Foto: mediotejo.net

Fernanda Asseiceira classifica a medida como “um sucesso”, mas admite que foi uma surpresa haver tantos recém-nascidos, pelo que o orçamento para o cabaz “Bebé Feliz” já teve que ser reforçado, para fazer face aos pedidos. “Mas justifica”, sublinha. “É uma forma também de termos contabilizado e registado quem nasce, quem é a família e as condições” do agregado, informação que não existia ou que era de difícil acesso. A presidente apelou inclusive aos pais que, em caso de necessidades de apoio social, contactem o município.

A autarca explicou ao mediotejo.net que os últimos censos são de 2011 e que na altura se registou uma diminuição da população, que está bastante envelhecida. Com medidas como esta pretende-se ir ao encontro de um equilíbrio na população.

Questionada ainda sobre as famílias de refugiados que se aguardam em Alcanena, Fernanda Asseiceira referiu que já houve contacto da Conselho Português para os Refugiados, mas apenas para pessoas sozinhas. As duas casas preparadas no concelho são para famílias com crianças e é a esses grupos que se está a dar prioridade, precisamente dentro deste espírito de repovoamento. Por tal, as habitações permanecem vazias.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here