Alcanena | Município sai da AUSTRA, oposição condena afastamento

reunião de câmara de Alcanena de 1 de junho de 2020 Foto: mediotejo.net

Alcanena aprovou em reunião de executivo e posteriormente em sessão de Assembleia Municipal, no dia 5 de junho, com voto contra da oposição dos Cidadãos por Alcanena, a retirada da Câmara Municipal como associada da AUSTRA – Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Águas Residuais de Alcanena. Para a presidente Fernanda Asseiceira (PS) já não faz sentido manter a ligação a uma estrutura que fica centrada em investimentos privados. Já a oposição considera que o município deveria manter-se na AUSTRA noutro registo.

PUB

Fernanda Asseiceira explicou ao elenco camarário e aos deputados municipais que a AUSTRA deixou de ter responsabilidade sobre o tratamento das águas residuais de Alcanena, devido à nova empresa municipal AQUANENA, razão que constituía o fundamento da presença da Câmara Municipal na instituição. Ficando agora a AUSTRA vocacionada apenas para operações de âmbito privado, o município decidiu retirar-se como associado.

Não obstante a argumentação da presidente, os dois vereadores dos Cidadãos por Alcanena não concordaram em reunião de câmara com uma retirada total da AUSTRA. O vereador João Pinto lembrou que a instituição, que agrega os industriais de curtumes, mantém o aterro e que seria importante o município permanecer na mesma, nem que fosse noutro registo.

PUB

“Embora seja uma instituição privada, deve ser realçado que a indústria do couro tem um peso significativo no concelho”, refletiu. Uma estratégia de total afastamento do município pode não se revelar a melhor opção, considerou.

Fernanda Asseiceira manteve no entanto a sua posição, considerando que agora compete ao município o papel de fiscalizador e que as atividades que restaram à AUSTRA não justificam a presença da Câmara.

PUB

O mesmo sucedeu na assembleia municipal. O deputado dos Cidadãos por Alcanena, Rui Anastácio, comentou que era importante o município manter uma ponte com os industriais de curtumes, num princípio de diálogo. A votação contra gerou alguma troca de palavras com deputados da bancada PS, que argumentaram não haver coerência nas declarações da oposição.

Da parte da CDU houve concordância com a posição do executivo socialista, votando favoravelmente a saída da AUSTRA.

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here