Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Município vai pedir análises para medição do ar

A presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, decidiu recorrer a um laboratório de análises químicas e bacteriológicas, integrado num grupo de empresas com especial relevância na área do Ambiente e operação de instalações, para medição e avaliação dos compostos existentes no ar, na vila de Alcanena e em algumas zonas da Freguesia de Bugalhos, refere nota de imprensa.

- Publicidade -

“No âmbito da constatação dos odores desagradáveis que se têm feito sentir, predominantemente em alguns locais, identificados como mais críticos face às últimas ocorrências, e sobretudo de forma quase diária nos últimos meses, e não obstante estar a decorrer um estudo com idênticas características pela Universidade de Aveiro, promovido pela entidade concessionária do sistema – AUSTRA – , considerou o Município importante, realizar autonomamente, um estudo que visa a medição e avaliação dos compostos presentes no ar”, indica o texto divulgado pelo município.

A primeira reunião decorreu a 26 de outubro, quinta-feira, com deslocação aos locais já identificados. Foi depois feita uma apresentação do sistema de recolha e tratamento de águas residuais de Alcanena e discutido o planeamento e formas de atuação.

- Publicidade -

“Por parte do laboratório, foi feita uma primeira análise genérica à situação e foram apresentadas formas de recolha das amostras do ar, periodicidade e localização adequada para o estudo”, indica o texto.

A reunião, para além da presença da Presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, e do representante do Laboratório, contou também com a presença dos técnicos da autarquia, Samuel Dinis, Dirigente da Divisão de Planeamento e Gestão de Obras Municipais, e Miguel Guerreiro, dos serviços de Ambiente.

O município salienta que, ainda no mês de setembro, foi pedida a ação inspetiva da IGAMAOT – Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território neste território, para identificação das causas e eventuais irregularidades existentes. “Está em fase de criação o Observatório Ambiental, já anunciado pela Presidente da Câmara”, continua.

“O desenvolvimento de todas as ações e as informações existentes poderão passar a ser consultadas no site da Autarquia na pasta AMBIENTE- ALCANENA, a partir da próxima semana”, termina.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome