Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena: Município celebra 102 anos nos Olhos de Água (c/video)

A Câmara de Alcanena celebrou o feriado municipal no dia 5 de maio, quinta-feira, na Praia Fluvial dos Olhos de Água, freguesia de Louriceira, onde apresentou o grande projeto de requalificação e promoção que tem levada a cabo nos últimos cinco anos.

- Publicidade -

De cara lavada, os Olhos de Água, com o seu Centro de Ciência Viva do Alviela, são hoje o ponto de partida para percursos pedestres, de BTT, pista de corrida, circuito de manutenção, orientação pelas nascentes, entre outras atividades ligadas ao Turismo Desportivo e da Natureza.

Com um investimento total de perto de um milhão de euros (com apoio comunitário) em projetos e empreitadas ao longo dos últimos anos, os Olhos de Água são o ponto de partida do projeto “Percorrer e conhecer Alcanena”. Este programa integra sobretudo os Percursos Pedestres (11 percursos, oito dos quais novos, num total de 107 quilómetros) e o Centro de BTT de Alcanena (cinco percursos com quatro níveis de dificuldade, num total de 192 quilómetros).

- Publicidade -

Pretende-se alargar o conceito de exploração da natureza para projetos de canoagem, escalada, parapente, etc, mas para já o apelo é que se conserve o investimento criado, uma vez que já se verificou no último ano atos de vandalismo com a sinalização colocada. “Temos que lutar contra essas más práticas”, defendeu a presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira.

O descerramento de placas e entrega de lembranças às várias entidades colaboradoras presentes decorreu no Centro de Ciência Viva. Paulo Machado, da Entidade Regional Turismo do Centro, salientou o crescimento de um tipo de turismo ligado à atividade desportiva, que atrai inclusive a nível internacional. “Faremos tudo ao nosso alcance para promover esta rede e criar parcerias”, prometeu.

Nos 102 anos do concelho de Alcanena, o município quer vingar enquanto Capital da Pele, não esquecendo as preocupações ambientais e defendendo cada vez mais o diversidade natural de que é detentor. Como lembraria ainda Fernanda Asseiceira, “não temos Convento de Cristo, não temos Santuário de Fátima, não temos castelos, o nosso património é a natureza”.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here