Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Maus cheiros: População marca reunião enquanto autarquia monitoriza qualidade do ar

No mesmo dia em que a Câmara de Alcanena anunciou a instalação de 18 equipamentos de monitorização da qualidade do ar foi convocada através das redes sociais uma reunião da população para sexta feira, dia 18 de outubro, pelas 21 horas, no auditório do Sindicato dos Curtumes.

- Publicidade -

Os equipamentos de monitorização da qualidade do ar estão a ser instalados junto à ETAR e Aterro, mas também junto às unidades industriais em cuja proximidade se verificam odores, explica a autarquia em comunicado. Anuncia ainda a instalação de um equipamento na Escola Secundária de Alcanena.

Quanto à reunião popular, os promotores dizem que os objetivos são a recolha de assinaturas para se apresentar uma queixa-crime às entidades europeias e, ao mesmo tempo, a partilha de ideias para ações que se possam vir a realizar.

- Publicidade -

Ricardo Rodrigues, um dos dinamizadores do encontro, explica que a motivação desta iniciativa “é apenas lutar pela saúde pública no concelho de Alcanena”, não havendo qualquer conotação partidária.

“Quem esteve na última Assembleia Municipal Extraordinária saiu com a sensação de não haver qualquer intenção de esclarecer a população. A preocupação, entre industriais e autarquia, é empurrar o problema com a barriga, mais preocupados em arranjar culpas do que soluções”, lê-se na convocatória, na qual se refere a “profunda desilusão” quanto ao “comportamento inútil de entidades externas como o ACES, a APA ou o Sepna”, entidades que julgavam “estar acima de suspeitas e jogos políticos”.

“Terão de ser as pessoas a mostrar, com ações, que algo tem de mudar em Alcanena pois é insuportável viver assim”, apelam.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome