Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena: Março traz duas exposições novas ao concelho

O concelho de Alcanena acolhe desde terça-feira, dia 1, duas novas exposições com temas muito distintos. A boneca Barbie celebra o seu aniversário no Museu da Boneca até ao final do mês e a deficiência auditiva estará em destaque na Biblioteca Municipal Dr. Carlos Nunes Ferreira até 30 de abril.

- Publicidade -

A boneca criada pelos donos da Mattel faz 57 anos no próximo dia 9 de março, mas ainda não pensa na reforma. Criada por Ruth e Elliot Handler inspirados nas brincadeiras da filha, Barbie “nasceu” com o nome Barbara Millicent Roberts e foi um caso de sucesso desde o seu lançamento na Feira Anual de Brinquedos de Nova Iorque, em 1959. Esperou dois anos pelo namorado de longa data, Ken, e já fez de tudo um pouco.

As inúmeras versões deram-lhe um toque étnico, histórico, profissional, artístico e no guarda-roupa tem peças assinadas por estilistas famosos. O protagonismo da eterna boneca adolescente nos quartos infantis de todo o mundo inspirou filmes, séries de animação, bandas desenhadas e jogos eletrónicos, assim como a exposição que estará patente no Museu da Boneca até ao final do mês. O “Aniversário da Barbie” tem entrada livre e aguarda visitantes de terça a sexta-feira, entre as 10h00 e as 13h00 ou das 14h00 às 18h00. Durante o fim-de-semana o espaço está aberto no período da tarde.

- Publicidade -

A Biblioteca Municipal Dr. Carlos Nunes Ferreira propõe um tema mais sério com a nova exposição dedicada ao Dia Nacional de Educação de Surdos, celebrado a 23 de abril. A data também é conhecida pelo Dia Nacional do Deficiente Auditivo e foi criada com o objetivo de sensibilizar para a existência de pessoas com esta deficiência e os problemas com que se deparam diariamente a nível pessoal e profissional.

Segundo a Associação Portuguesa de Surdos, estima-se que em Portugal existam cerca de 120.000 pessoas com algum grau de perda auditiva (leve, moderada, severa e profunda) e são mais de 30.000 as que têm a Língua Gestual Portuguesa (LGP) como primeira língua. Além dos últimos, a comunidade surda é composta por quem aprende a LGP durante a escolaridade, familiares e amigos, profissionais e curiosos.

A LGP foi criada em 1823 na primeira escola de surdos portuguesa da Casa Pia de Lisboa e reconhecida pela Constituição da República 174 anos depois (1997). Factos e datas presentes nesta exposição que inclui um destaque biográfico de João de Sousa Carvalho e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 18h00. A entrada é livre.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome