Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Louriceira festeja em honra de S. Vicente

S. Vicente volta a motivar festejos na Louriceira, Alcanena, que este ano recebe gastronomia, quermesse, música, peditório, artesanato e cerimónias religiosas entre os dias 27 e 29 de janeiro.

- Publicidade -

A entrada no último fim-de-semana do mês torna-se mais animada na Louriceira desde as 19h00 desta sexta-feira com a abertura do bar, do serviço de jantares e da quermesse. Pelas 23h00, chega a música dos Kings of Mix na Night Party e a noite termina ao som do Dj Kaya.

No sábado, a Bandinha Mirense acompanha o peditório a partir das 8h30 e a banda Ritmo Calliente anima o baile às 22h00, que se prolonga até de madrugada na sessão after-hours com Rex.

- Publicidade -

Entre as duas atuações arranca a mostra de artesanato e a abertura do bar, às 11h00, seguidos pelo início do serviço de almoços, às 12h00, e as cerimónias religiosas (Eucaristia e procissão) a partir das 15h00.

O último dia dos festejos começa a meio da manhã, permitindo uma nova visita à mostra de artesanato, ao bar e às mesas dos petiscos à mesma hora que no dia anterior. A tarde é de ginástica e zumba com as demonstrações das instrutoras Maria João Gomes (16h00) e Cleide Asseiceiro (17h00), respetivamente. Duas horas depois, repõem-se as energias com o jantar, preparando o corpo para o concerto da Robustuna Afonsina, às 20h00.

As Festas em Honra de S. Vicente resultam de uma parceria entre a AIJIL – Associação de Apoio Integrado a Jovens e Idosos de Louriceira e o Conselho Económico da Paróquia de Louriceira, com o apoio da Câmara Municipal de Alcanena e da União das Freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome