Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

Alcanena | Jazz Minde sai para o polje e garante boa música até domingo (c/vídeos)

Arrancou na sexta-feira, 9 de junho, a 13ª edição do Jazz Minde. Este ano com um programa menos sonante que em 2016, mas ainda assim com 12 bandas, um Festival de Gastronomia, animação circense e várias atividades exteriores. Decorre também em Minde, no âmbito do Jazz Minde 2017, uma residência artística de artistas circenses mexicanos que promete vir a dar que falar.

- Publicidade -

O Festival que já se tornou uma marca de Minde está de novo na Fábrica da Cultura, acompanhado por um Festival de Gastronomia, a decorrer dias 10 e 11, sábado e domingo. A aposta deste ano residiu em artistas mais desconhecidos, uma vez que não houve os mesmos apoios de 2016, mas ainda assim com um programa composto por jovens bandas que prometem fazer carreira na música, frisou Pedro Micaelo, responsável pelo Festival.

Jazz Minde já abriu. Pedro Micaelo e Maria Gameiro falam do programa, do festival de gastronomia e das atividades que vão decorrer durante o fim de semana

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 9 de Junho de 2017

- Publicidade -

Na sexta-feira, 9 de junho, a abertura contou com blues, com as atuações dos Delta Blues Riders, The 44 Dealers e Bizu Coolective. “O programa é vasto, é um programa muito maior que do ano passado”, destacou Pedro Micaelo. À boa música junta-se a Feira “Sabores da Serra D’aire”, “uma experiência nova” que a organização acredita vir a resultar e poder repetir-se noutros anos.

Para além do Palco Fábrica, onde decorrem os espetáculos noturnos, há ainda os espaços exteriores, com o Palco Natura e a Tenda das Artes com muita atividade durante o fim de semana. “A aposta grande é realmente no exterior”, destacou Pedro Micaelo, “estamos numa zona lindíssima que é o Polje de Minde”, espaço que este ano será potenciado. No domingo de manhã realiza-se uma caminhada pelo Polje e, cerca das 10 horas, uma aula de yoga coletiva. Uma abordagem “virada para a natureza, o bem estar, a gastronomia”, que a organização do Jazz Minde espera ter boa receptividade.

Palco Fábrica recebe os espetáculos noturnos. Foto: mediotejo.net

No total do fim de semana Pedro Micaelo estima em cerca de 3 mil o número de pessoas a passar pelo festival. Dentro do programa destaca, para além da estrela do cartaz Kurt Rosenwinkel, as atividades circenses na Tenda das Artes, orientadas por três grupos de artistas mexicanos, dois deles em residência artística em Minde.

Segundo explica a responsável pela Tenda das Artes, Maria Gameiro, vão decorrer aqui vários espectáculos, incluindo workshops e narração de histórias infantis. Os grupos de circo são uma experiência já realizada noutras edições, mas que este ano obtiveram “mais condições para fazer um espetáculo mais completo desta área”, colmatando os momentos mais mortos incluindo no Palco Fábrica. “Estamos a apostar para mais e melhor”.

Jazz Minde

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 9 de Junho de 2017

Este dia 10, sábado, atuam a partir das 22 horas Diego el Gavi e os Rohey (Noruega). A 11 de junho, a partir das 14h30, sobem a palco a Orquestra Molto Vivace, Drama&Beiço, Butchers Brass Band e Rock School Mira D’aire. No mesmo dia, pelas 17 horas, atuam Minde Drums Group, o português Mário Franco (acompanhado ao piano por Luís Figueiredo, autor dos arranjos musicais da canção vencedora da Eurovisão) e o americano Kurt Rosenwinkel.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).