Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Gabriel Feitor alerta para possível destruição de património do Alviela

O vereador dos Cidadãos por Alcanena, Gabriel de Oliveira Feitor, deixou um alerta na reunião de câmara de segunda-feira, 3 de junho, para a possível utilização de uma conduta do rio Alviela, património do século XIX, para a construção de um oleoduto até ao aeroporto de Lisboa. A notícia surgiu em alguns meios de comunicação social mas foi constatado pelo executivo socialista que não existem mais pormenores oficiais sobre o projeto.

- Publicidade -

Segundo adiantou Gabriel Feitor ao mediotejo.net, o Ministro do Ambiente levantou a possibilidade da utilização de parte do canal do Alviela para a condução de um oleoduto. “Não pode ser porque estamos a falar de uma das maiores, senão a maior, obra de engenharia portuguesa do século XIX. Apesar do troço não ficar na parte do concelho, o canal tem o seu início na nascente do Alviela e faz parte da nossa memória material e imaterial, daí a nossa preocupação”, frisou.

O vereador referia-se a uma notícia publicado no jornal Público a 29 de maio, onde é referido que o Ministro do Ambiente revelara que o aeroporto de Lisboa vai começar a ser abastecido por um oleoduto em 2021, uma obra estimada em 40 milhões. A ideia, segundo a mesma informação, é prevenir crises de abastecimento como a gerada pela greve dos motoristas de matérias perigosas.

- Publicidade -

Refere ainda a notícia que “a nova estrutura recorrerá a uma conduta da EPAL do rio Alviela, que passa tangente às instalações da CLC e vai até à rotunda de Moscavide; depois será necessário construir a estrutura até ao aeroporto. A conduta será desactivada até ao final do próximo ano, adiantou o ministro. O PÚBLICO apurou que a sua utilização para o efeito de abastecimento de combustível implicará o pagamento de uma renda à EPAL por parte da entidade que vier a explorar o oleoduto”.

O vereador Hugo Santarém (PS) mostrou estar a par do tema, mas referiu não haver mais dados sobre o mesmo.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome