PUB

Alcanena | Futuro Lar Residencial do CRIT já tem edifício na sede do concelho

O município de Alcanena já assinou a escritura de cedência do direito de superfície a favor do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano – CRIT, de um edifício propriedade da Câmara Municipal. A expectativa da presidente, Fernanda Asseiceira (PS), é que este projeto possa dar os primeiros passos em 2021, conseguindo apoio europeu para as obras.

PUB

A estrutura situa-se na  Avenida Marquês de Pombal, em Alcanena. Este equipamento traz para o concelho uma resposta social a pessoas com deficiência que não existe atualmente. Segundo informação municipal, serão acolhidos casos que requeiram internamento em estruturas deste tipo, uma vez que o CRIT tem, normalmente, o seu Lar Residencial com capacidade esgotada para a admissão de mais utentes.

A escritura foi assinada pela presidente da Câmara Municipal, Fernanda Asseiceira, e por Corina Lopes e Carlos Ramos Dias, respetivamente presidente e secretário da Direção do CRIT. Estiveram também presentes no ato da Escritura Lucinda Simões, Oficial Pública da CMA, Isabel Carvalho, Dirigente da Divisão de Desenvolvimento Humano e Social da CMA, e Álvaro Brites, Diretor Técnico do CRIT.

PUB

“De referir que o Município de Alcanena e o CRIT continuam empenhados na procura de financiamento para concretizar este projeto, tomando todas as diligências necessárias, de modo a garantir a apresentação de candidaturas a qualquer que seja o programa de financiamento em que o projeto seja enquadrável, sendo que, até ao final de 2020, será apresentada, pelo CRIT, uma candidatura ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – 3.ª Geração (PARES 3.0), cujo Aviso de Abertura foi aprovado pelo Despacho n.º 9952/2020, de 15 de outubro, com o objetivo de alargar e qualificar as respostas e os equipamentos social”, refere a mesma nota de imprensa.

O tema do Lar Residencial do CRIT foi mencionado na reunião camarária de 23 de novembro, no âmbito da proposta de orçamento, tendo a presidente Fernanda Asseiceira mencionado que o município vai comparticipar com 50% dos valores de obra que forem exigidos, esperando que o projeto avance em 2021.

PUB

Não adiantou, porém, quais os montantes envolvidos. O objetivo neste momento, referiu, é que a intervenção do edifício seja paga por fundos europeus.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).