PUB

Alcanena | Executivo socialista aprova orçamento de 19,8 milhões para 2021

O executivo municipal de Alcanena aprovou por maioria um orçamento próximo dos 20 milhões de euros para 2021 (19.881.798 euros), mais 1,6 milhões de euros do que o deste ano, crescimento justificado pelas obras com financiamento comunitário já aprovadas.

PUB

A presidente Fernanda Asseiceira (PS) frisou o múltiplo plano de obras em curso e um dos maiores orçamentos dos últimos anos, mas a oposição dos Cidadãos por Alcanena criticou as prioridades, votando contra. Os documentos têm ainda que ser aprovados pela Assembleia Municipal.

Segundo a informação do município a receita corrente estimada para 2021 é de 12.609.714 euros e a receita de capital de 7.272.084 euros, sendo as despesas correntes no valor de 11.639.490 euros e as despesas de capital no valor de 8.242.308 euros. O orçamento total aproxima-se dos 20 milhões de euros.

PUB

Fernanda Asseiceira destacou os vários projetos em curso ou previstos de iniciar em 2021, nomeadamente a requalificação da Estrada Alcanena – Pousados e do Estádio Municipal Joaquim Maria Baptista (orçado em mais de um milhão de euros), a requalificação do Jardim das Lagoas e a Rede de Saneamento de Covão do Coelho e Vale Alto e do Carvalheiro, a par da requalificação da Rede Viária de Covão do Coelho e Vale Alto, Carvalheiro, Monsanto e Moitas Venda.

A autarca socialista apontou ainda investimento na melhoria da Eficiência Energética em Fogos de Habitação Social, a requalificação da área envolvente aos Depósitos de Água de Alcanena e a Construção de um Parque Verde, com ligação, por ciclovia, à ciclovia da Estrada Alcanena – Pousados e a Reabilitação do Mercado de Minde.

Por fim, entre outros, destaque ainda para a requalificação da EB1 de Minde (Centro Escolar de Minde), com integração de Pré-Escolar e da Escola Secundária de Alcanena, bem como a requalificação do parque de estacionamento da Praia Fluvial dos Olhos de Água e respetiva ligação à praia, com construção de passadiços.

A autarca estima uma revisão orçamental no primeiro trimestre de 2021, que irá aumentar o valor agora aprovado, na perspetiva de ver aprovadas as candidaturas ao Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) do centro escolar de Minde (1,3 milhões de euros) e da escola secundária de Alcanena (2,5 milhões de euros).

O município encontra-se também em processo de recrutamento de recursos humanos, tendo sido mencionado durante a reunião a contratação de um técnico de museologia, a pensar no Museu do Curtume, e um técnico de arquivística, a pensar num futuro Arquivo. Há a previsão de introduzir mais 28 postos de trabalhos.
A Câmara Municipal vai ainda apoiar em cerca de 50% da comparticipação nacional prevista para o futuro Lar do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT), que se vai instalar no concelho, num imóvel cedido pelo município.
Nas declarações, o vereador Hugo Santarém (PS) frisou um documento “importante”, um orçamento “real” que terá um impacto “positivo” em Alcanena, dada a grande quantidade de obras. A oposição não foi, porém, da mesma opinião, considerando que se mantém a má gestão do executivo socialista.
As críticas geraram alguma discussão, com Fernanda Asseiceira a referir que se estava a desvalorizar o trabalho do seu executivo e as muitas obras dos últimos anos.
O orçamento foi aprovado por maioria e terá ainda de ser submetido a Assembleia Municipal na próxima sexta-feira.
A Câmara de Alcanena conta com cinco eleitos do PS (55,4% dos votos nas autárquicas de 2017) e dois da coligação Cidadãos por Alcanena – Concelho com Futuro (PSD/CDS/MPT), que obteve 29,9% dos votos. Com sete freguesias, o concelho de Alcanena conta com 13.868 habitantes.
PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).