Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena e Torres Novas: Festival Materiais Diversos, voluntários procuram-se!

A organização do Festival Materiais Diversos (fMD2016), que decorre nos concelhos de Alcanena e Torres Novas entre os dias 15 e 24 de setembro, procura voluntários. Os interessados podem inscrever-se online e, caso preencham os requisitos, recebem em troca benefícios e apoios durante a oitava edição do festival internacional.

- Publicidade -

O Festival Internacional de Artes Performativas Materiais Diversos (fMD2016) está de regresso aos concelhos de Alcanena e Torres Novas. A oitava edição decorre entre os dias 14 e 25 de setembro e a organização procura voluntários nas áreas da produção, comunicação, bar e acolhimento de equipas e públicos.

Os interessados podem inscrever-se até ao dia 29 de agosto através do formulário disponibilizado online (aqui) e, caso sejam selecionados, recebem formação no dia 3 de setembro. A ação tem lugar em Minde e é coordenada por Jorge da Silva, ligado ao Festival Bons Sons (Cem Soldos, Tomar).

- Publicidade -

Quem provar ir ao encontro dos requisitos indicados – “responsável, cumpridor e ter gosto pelo trabalho de equipa” – recebe em troca um diploma de participação, livre acesso a todas as atividades do fMD2016 e apoio nas despesas de deslocação e alimentação durante o festival.

O mote “Excecionalmente Comum” inspira o programa da oitava edição composto por 27 atividades em 12 locais, cinco em Alcanena e sete em Torres Novas, entre eles espetáculos de dança e teatro, documentários, encontros/debates, aulas/conversas, conferências, noites com Djs e sessões de trabalho.

No primeiro concelho, as iniciativas realizam-se no Cine-Teatro S. Pedro, Fábrica da Cultura, Escola Secundária de Alcanena, Escola EB 2/3 de Minde e Carsoscópio. No segundo, os espaços que recebem a edição deste ano são o Museu Municipal Carlos Reis, O Corpo da Dança, Praça do Peixe, Teatro Virgínia, Alcaidaria do Castelo, Teatro Maria Noémia (Meia Via) e Casa do Povo da Meia Via.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome