Alcanena | CHEGA alerta que curtumes não vão cumprir VLE’s em 2021 sem obras na ETAR

Em nota de imprensa, o líder do CHEGA de Alcanena, Nuno Santos, refere que a ETAR de Alcanena esta à beira de uma “situação ilegal e a resposta da AQUANENA é lançar coimas à Industria de Curtumes”. A licença de Valores Limite de Emissão (VLE’s) termina no final do ano, prevendo-se valores ainda mais restritivos sem que haja obras na ETAR que permitam aos industriais de curtumes precaver a situação.

Nuno Santos refere que desde a AQUANENA assumiu funções já houve dois episódios de maus cheiros e que “esta agora mostra-se incapaz de garantir a legalidade da ETAR de Alcanena”.

Adianta que “a recente renovação da Licença de Descarga da ETAR por parte da APA – Agência Portuguesa do Ambiente – em julho de 2020 foi apenas emitida por um período de cinco meses, expirando já no final do ano de 2020, prevendo VLE’s – Valores Limite de Emissão – ainda mais restritivos que os anteriormente fixados, o que indicia que até já a APA começa a ficar impaciente com a situação. Não sendo conhecidas quaisquer intervenções a decorrer na ETAR de Alcanena, o destino mais certo para a ETAR de Alcanena é a ilegalidade”.

PUB

“Para uma licença que expirará a 31 de dezembro de 2020, cujo cumprimento exigiria medidas concretas e já em fase final de implementação, a resposta da AQUANENA é que está a elaborar um Plano Estratégico para a Evolução do Sistema de Saneamento de Alcanena e… o lançamento de coimas à Indústria de Curtumes”, aponta.

Para o CHEGA a “AQUANENA está mais preocupada em salvar as contas até ao final do ano procurando obter receitas de coimas do que em salvaguardar a legalidade da ETAR de Alcanena. Muito em breve os Industriais de Curtumes não poderão fazer prova do cumprimento ambiental junto dos seus clientes, em virtude da situação ilegal da ETAR de Alcanena, perdendo os negócio que pagariam as coimas à AQUANENA”.

PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).