- Publicidade -

Sábado, Janeiro 22, 2022
- Publicidade -

Alcanena | CDU propõe criação de piquete municipal de fiscalização pós-laboral

A ex-cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Alcanena, Carla Pereira, compareceu à reunião camarária de segunda-feira, 20 de novembro, para pedir respostas a questões levantadas aquando a assembleia municipal extraordinária de 10 de novembro. Em causa está o investimento previsto para a requalificação da estrutura da ETAR de Alcanena em 2009, que foi apenas parcialmente efetivado. Sugeriria ainda a criação de um piquete municipal de fiscalização para trabalhar em horário pós-laboral. A presidente Fernanda Asseiceira afirmaria que quando tivesse mais informações tornaria a colocar o tema na agenda da reunião de câmara.

Carla Pereira assistiu a toda a reunião no público, tendo-lhe sido dada oportunidade para falar já no final da mesma. A autarca começou por pedir resposta às questões que levantou na assembleia dedicada ao ambiente de 10 de novembro, nomeadamente sobre o porquê de não se terem realizado algumas das obras previstas em 2009 para a requalificação da ETAR de Alcanena. Do plano inicial, ficariam de fora investimentos no valor de nove milhões, adiantou.

Afirmando posteriormente estar na reunião em nome da CDU, Carla Pereira iria sugerir a criação de um piquete municipal de fiscalização, que trabalharia em horário pós-laboral para fazer face aos períodos em que não há fiscalização sobre a atividade dos curtumes e eventuais incumprimentos. Referiu ainda ter constatado a existência de tampas abertas na antiga rede de coletores, que poderão estar a servir para descargas ilícitas.

Fernanda Asseiceira referiria que, após uma reunião de câmara e uma assembleia municipal exaustivas sobre a problemática ambiental, não tinha mais nada a acrescentar sobre o tema. Reiteraria assim que fará pontos de situação periódicos sobre o problema em reunião de câmara, sendo que tanto a CDU como o Movimento pela Saúde de Alcanena serão informados sempre que o tópico for agendado.

“A Câmara Municipal está e a sua presidente está a trabalhar todos os dias sobre esta matéria”, afirmou, adiantando porém que já dera indicações aos serviços municipais a respeito da situação das tampas abertas na antiga rede de coletores.

- Publicidade -

 

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome