Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Alcanena | Carsoscópio com exposição de morcegos no Pavilhão do Conhecimento

Dia 20 de junho, terça-feira, pelas 18 horas, é inaugurada no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, a exposição “Morcegos às Claras”. A produção é do Centro de Ciência Viva do Alviela – Carsoscópio.

- Publicidade -

A sessão de inauguração conta com as presenças de Fernanda Asseiceira, presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Ana Noronha, diretora executiva da Ciência Viva, Paula Robalo, diretora do Centro Ciência Viva do Alviela – Carsoscópio, e Luísa Rodrigues, Investigadora do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

“Morcegos às Claras é uma exposição interativa que explora o mundo dos morcegos, mostrando a sua importância, as ameaças que enfrentam e de que forma podem ser protegidos”, refere nota de imprensa. “Existem cerca de 1200 espécies de morcegos no mundo. Portugal tem 27 espécies, que representam 40% dos mamíferos do nosso país. 11 dessas espécies estão ameaçadas e a atividade humana é a causa principal”, explica. Os morcegos são importantes  no contexto da biodiversidade e do funcionamento dos ecossistemas.

- Publicidade -

A exposição – produzida pelo Centro Ciência Viva do Alviela – foi desenvolvida no âmbito do projeto Quiroptário Fora de Portas, financiado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e tem como parceiros a Câmara Municipal de Alcanena, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e a Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

A exposição está dividida em quatro áreas:
– Todos ao molho
– Morcegos à séria
– Eu, morcego
– Assim não dá!

A exposição “Morcegos às Claras” estará patente no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva até ao dia 9 de julho de 2017.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome