Alcanena | Associações dão apoio à vigilância em torres de vigia florestal

O trabalho consiste em vigiar a floresta. Foto: DR

O executivo municipal de Alcanena ratificou em reunião de executivo dois protocolos com associações locais para dar apoio às torres de vigia florestal nesta época de incêndios.

PUB

Uma das associações em causa é a Sol do Carvalheiro – Associação Cultural, Cívica e Ambiental, estabelecendo-se um protocolo com o município no âmbito da vigilância fixa na Torre de Vigia de Carvalheiro. De acordo com o definido no documento, a Associação Sol do Carvalheiro irá desempenhar atividade de apoio à proteção da floresta, que se desenvolverá por ação de vigilância fixa, na Torre de Vigia de Carvalheiro, no período de 28 de junho a 13 de setembro de 2020, de segunda a domingo, entre as 12h00 e as 18h00.

A Associação Sol do Carvalheiro garante a mobilização de dois elementos por dia, que utilizam os meios colocados à disposição do município, designadamente binóculos e cartografia, para concretizar a ação de vigilância fixa.

Para apoiar esta atividade, o município de Alcanena presta à coletividade um apoio financeiro no valor de 3.510 euros, repartida por três tranches, no valor de 1.170 euros, a transferir nos meses de julho e agosto, e de 1.170 euros a transferir em setembro de 2020, sendo que a última tranche (referente ao mês de setembro) será transferida após o términus do período de vigilância e respetiva validação do relatório da atividade desenvolvida.

A Associação Sol do Carvalheiro é responsável pelo seguro relativo aos elementos participantes, no período em que decorre a atividade de vigilância.

Um protocolo semelhante foi ratificado com a Casa do Povo de Espinheiro, no âmbito da Vigilância Fixa na Torre de Vigia de Espinheiro. A Casa do Povo irá desenvolver uma ação de vigilância fixa no período de 28 de junho a 13 de setembro de 2020, de segunda a domingo, entre as 12h00 e as 18h00.

A Casa do Povo de Espinheiro garante a mobilização de dois elementos por dia, que utilizam os meios colocados à disposição do município, designadamente binóculos e cartografia, para concretizar a ação de vigilância.

Já o município de Alcanena presta à Casa do Povo de Espinheiro um apoio financeiro no valor de 3.300 euros, repartida por três tranches, no valor de 1.100 euros cada, a transferir nos meses de julho, agosto e setembro de 2020, sendo que a última tranche (referente ao mês de setembro) será transferida após o términus do período de vigilância e respetiva validação do relatório da atividade desenvolvida.

A Casa do Povo de Espinheiro é responsável pelo seguro relativo aos elementos participantes, no período em que decorre a atividade de vigilância.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here