Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Álbum dos 20 anos de carreira de Ana Laíns em 1.º lugar na tabela de vendas em Portugal

Editado a 14 de maio, o álbum “20 anos – Ana Laíns e convidados ao vivo no Casino Estoril”, da artista com ligações a Montalvo (Constância), entrou diretamente para a primeira posição da tabela de vendas da Associação Fonográfica Portuguesa (AFP).

- Publicidade -

Com participações de convidados como Luís Represas, Ivan Lins, Mafalda Arnauth e Fernando Pereira, bem como grupos de cantares tradicionais, este é o primeiro disco da cantora colorida que canta as raízes gravado ao vivo, no concerto de celebração dos 20 anos de carreira que esgotou o Salão Preto e Prata do Casino Estoril em janeiro de 2020.

Além da homenagem à língua portuguesa, missão que tem agarrado no decurso do seu caminho, este disco é apresentado em formato disco/livro e tem tradução integral do alinhamento para mirandês. Recorde-se que, em entrevista ao mediotejo.net, a artista admitiu que esta tradução resultante de uma parceria com a Associação de Língua Mirandesa é “uma excelente oportunidade para contribuir de forma positiva e útil para que as pessoas desenvolvam alguma curiosidade em torna da nossa segunda língua oficial [o mirandês]”.

- Publicidade -

Em reação à entrada para primeiro lugar na tabela de vendas nacionais, Ana Laíns partilhou nas suas redes sociais aquela que considera ser “a publicação mais importante” da sua carreira.

“Este é um ínfimo passo para a humanidade, mas um passo gigante para mim e para todos os meus colegas que se esforçam diariamente para ser grandes profissionais, criar boa música, e por não serem parte dos lobbies instalados, se vêm a braços com a imensa dificuldade de fazer furar a sua obra. É um feito que acontece numa altura em que se vende poucos discos (não sejamos hipócritas), mas ainda assim os que se vendem são o reflexo do mercado, que é igual para mim e para qualquer artista em Portugal!”, afirmou.

“É, inevitavelmente, um feito que dedico e agradeço ao meu público, quase exclusivamente!”, expressa a artista que expõe ainda que “durante anos fui massacrada com a mensagem de que cantar música tradicional portuguesa não me levaria a lugar nenhum!”.

“Durante anos fui massacrada com a mensagem que tinha de ser fadista porque o fado é que me daria reconhecimento (e como sempre, faço questão de ressalvar que também o fado faz parte da minha vida, do meu canto e da minha história)! Durante anos têm tentado convencer-me que a música que faço não é comercial, não tem público para passar nas rádios, nem constar das playlist das principais rádios do país!”, refere a cantora que sublinha que ao longo destes 20 anos a sua forma de estar tem passado por “respeitar e enaltecer as pessoas que assistem aos meus concertos, tem sido viver intensamente as bonitas amizades que têm nascido do contacto directo com o meu público, e tem sido trabalhar de forma séria e honesta, junto de quem compra o meu concerto e me dá a chance de construir a minha história fazendo o que mais gosto e o que melhor sei fazer!”.

A artista termina a publicação com um “seguimos dentro de momentos”, isto porque foi anunciado recentemente o regresso aos palcos em 2021 a nível nacional e internacional. Até então, Ana Laíns tem já oito datas em quatro países, das quais se destaca o concerto agendado para a terra que a viu crescer, Constância, a 7 de agosto.

Pode consultar todas as datas de seguida:

  • 28.05.2021 – Cine Teatro S.Pedro, Alcanena (homenagem a Pedro Barroso);
  • 04.06.2021 – Teatro Nacional Croata, Zagreb, Croácia;
  • 09.07.2021 – Sofijos Festivalis, Vilnius, Lituânia;
  • 11.07.2021 – ANIMA-TE, Vila Nova de Famalicão;
  • 31.07.2021 – Fado da Terra, Sever do Vouga;
  • 07.08.2021 – Camões e outros Poetas, Constância;
  • 14.08.2021 – Lamego (TBA);
  • 31.08.2021 – Ibiza, Espanha (TBA).

NOTÍCIA RELACIONADA: ENTREVISTA | ANA LAÍNS, A MENINA DE MONTALVO QUE HÁ 20 ANOS LEVA NA VOZ AS NOSSAS RAÍZES PELO MUNDO FORA 

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome