Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Agrocluster do Ribatejo tem novo projeto para promover internacionalização da agroindústria

O Agrocluster do Ribatejo viu aprovada mais uma candidatura a fundos comunitários para promover, até 2020, um conjunto de ações que visam a internacionalização das empresas ligadas ao setor agroindustrial.

- Publicidade -

Carlos Lopes de Sousa, presidente do Cluster Agroindustrial do Ribatejo – Agrocluster, disse à agência Lusa que o projeto ExportAgro, agora aprovado, vem juntar-se a um outro que está em curso, o AgriExport 4.0., com um apoio total de 722 mil euros para dar continuidade a ações que têm vindo a ser desenvolvidas para colocação dos produtos alimentares da região no mercado internacional.

“As ações de internacionalização obrigam a insistência e persistência”, afirmou, frisando que o Agrocluster tem vindo a desenvolver um conjunto de ações ao longo dos últimos anos, apostando no conhecimento dos mercados, de forma a encontrar oportunidades para colocação dos produtos da região.

- Publicidade -

Assim, o ExportAgro, projeto a iniciar em outubro e com duração de dois anos, permitirá prosseguir o levantamento de oportunidades de negócios internacionais, a receção de importadores europeus, a realização de mostras promocionais no Luxemburgo e na Áustria e a organização de mais edições do encontro internacional de negócios AgriBusiness.

A partir do próximo mês de outubro e até julho de 2020, está prevista a receção de um total de 18 importadores e distribuidores alimentares da Europa, do Canadá, do Japão e da Noruega, que virão conhecer a região e as suas empresas, estando agendada para junho de 2020 a receção de uma delegação de gestores de produtos de plataformas digitais.

Carlos Sousa afirmou que a aposta na exploração do mercado do comércio eletrónico, com a vinda de especialistas na área da oferta na Web, visa permitir aos associados “familiarizarem-se com essa nova e emergente forma de negócio”.

Os projetos permitirão ainda a realização, na região, de mais duas edições do AgriBusiness, encontro internacional de negócios, em maio de 2019 e em setembro de 2020, e a realização de ações de promoção (com exposição de produtos e agendamento de reuniões) na Áustria e República Checa em 2019 e na Holanda e no Luxemburgo em 2020, bem como a presença na “PortugalExpo”, a realizar no Luxemburgo de 22 a 24 de novembro de 2019.

Por outro lado, será dada continuidade ao estudo das condicionantes de entrada dos produtos alimentares da região nos mercados da Austrália, Japão, Canadá e Noruega.

O projeto ExportAgro tem como objetivo reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas no domínio da internacionalização e é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Regional do Alentejo, afirma uma nota da associação.

Criado em 2009, o Agrocluster conta atualmente com 128 associados, maioritariamente produtores e empresas de transformação e embalagem nas áreas das grandes culturas (tomate, milho, arroz), dos hortofrutícolas, dos azeites, óleos alimentares e vinagres e condimentos, mas também dos subprodutos e serviços.

Além das empresas, o cluster, que abrange uma área que representa 63% da superfície agrícola utilizada do continente (Ribatejo, Alentejo e parte do Oeste), integra algumas câmaras municipais, organizações de produtores, associações locais, instituições do ensino superior e centros de investigação.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome