Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Agricultores têm meio milhão em apoios nas candidaturas ao PDR 2020

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior tem abertas as candidaturas às operações “Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola” e “Pequenos Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas”, no âmbito do PDR 2020. No primeiro anúncio, a TAGUS dispõe de 572 mil euros para apoiar investimentos a implementar em Abrantes, Constância ou Sardoal.

- Publicidade -

Este apoio surge no âmbito do Desenvolvimento Local de Base Comunitária Rural (DLBC Rural), do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020) e através do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), com prioridade para os sectores do olival, dos produtos biológicos, dos frutos vermelhos e dos produtos hortofrutícolas.

Os avisos para submeter projectos neste sector estarão abertos até 15 de Setembro de 2016.

- Publicidade -

Na operação 10.2.1.1 “Pequenos Investimento na Exploração Agrícola”, a dotação orçamental para este aviso é de 245 mil euros, para distribuir por projetos que promovam a melhoria das condições de vida, de trabalho e de produção dos agricultores ou que contribuam para o processo de modernização e de capacitação das empresas do sector agrícola. O apoio nesta ação será de 50 por cento das despesas elegíveis para pedidos até aos 40 mil euros.

Para a medida 10.2.1.2 “Pequenos Investimentos na Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas” a dotação orçamental total é cerca de 328 mil euros, para candidaturas que contribuam para o processo de modernização e capacitação de empresas desta área. O apoio vai até aos 45 por cento das despesas elegíveis de pedidos até aos 200 mil euros. Nesta linha, além dos sectores agrícolas apontados, tem como prioridades definidas investimentos na valorização ambiental e eficiência energética, projetos com modelos de comercialização online e pedidos que introduzam novos equipamentos, produtos ou processos.

Este Grupo de Ação Local (GAL) do Ribatejo Interior vai gerir cerca de 1,9 milhões de euros até 2020, no âmbito do FEADER. Este fundo europeu tem mais quatro operações, sendo elas, “Diversificação de Actividades na Exploração Agrícola”, “Cadeias Curtas e Mercados Locais”, “Promoção de Produtos de Qualidade Locais” e “Renovação de Aldeias”. Para estas acções, a TAGUS conta abrir candidaturas a pedidos de apoio, ainda no decorrer deste ano.

O DLBC Rural é um programa para a utilização dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento do Portugal 2020 (constituídos pelos FEADER, Fundo Social Europeu e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) em projetos locais, de natureza comunitária, para dar respostas aos problemas de pobreza e exclusão social em territórios desfavorecidos, economicamente fragilizados ou de baixa densidade populacional, localizados em áreas rurais. Também a diversificação e revitalização da economia local e a criação de emprego são outros dos objetivos desta estratégia.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome