Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

AD Fazendense: A época acaba por ser positiva porque vencemos a Taça do Ribatejo

Enquanto jogador foi dos guarda-redes mais desejados no futebol distrital e não só. Fez a sua formação na União Desportiva de Santarém, onde chegou aos seniores e jogou nas extintas 3ª Divisão Nacional e 2ª Divisão Nacional B. A sua valia entre os postes levou a Fátima (3ª Nacional), Coruchense (1ª Distrital e 3ª Nacional), O Elvas (2ª Divisão Nacional B). Estabilizou seis épocas na União Desportiva de Rio Maior onde subiu da 1ª Distrital até à 2ª Divisão Nacional B). Ainda jogou em Torres Novas (1ª Distrital) e terminou no Fazendense onde jogou na 1ª Distrital e na 3ª Nacional. Foi Campeão Nacional da 3ª Divisão na UD Santarém e duas vezes Campeão Distrital de Santarém em Rio Maior e Fazendas de Almeirim. Por quatro vezes ergue a Taça do Ribatejo, uma no Fazendense e Coruchense e duas vezes ao serviço da UD Rio Maior. Também venceu duas Super Taças do Ribatejo.

- Publicidade -

Rogério Alberto Ferreira Vasconcelos, é de Santarém, tem 41 anos e é pai de um menino. Possuí o Curso de Treinadores de Guarda-Redes – Alto Rendimento e tem feito o seu trajeto como treinador adjunto. Começou ao lado de Pedro Rebita no Fazendense, onde venceu uma Super Taça do Ribatejo, seguiu depois com Gonçalo Silva para o Coruchense, de onde saiu para as camadas jovens da UD Santarém.

Na época que agora termina, no Fazendense, começou como adjunto de Bruno Carrapato. Com a saída deste manteve-se como adjunto de Gonçalo Silva, até que a 22 de fevereiro assume o cargo de Treinador Principal. Pega na equipa à 19ª jornada, com esta em 13º lugar com 18 pontos e abaixo da linha de água. Venceu logo na estreia por 3-1, na receção ao Ouriense, alcançado tantas vitórias, nesse espaço de tempo, quantas a equipa tinha conseguido desde início da época. Somou 13 pontos só sendo batido por Fátima, Cartaxo, Mação e União Abrantina.

- Publicidade -

Na próxima época vai trocar o Fazendense pelo rival União de Almeirim onde vai trabalhar novamente com Gonçalo Silva. Sai a bem do clube de Fazendas de Almeirim e de consciência tranquila pelo trabalho que desenvolveu. Globalmente considera que a época do Fazendense só acaba por ser positiva, devido à conquista da Taça do Ribatejo.

Rogério Vasconcelos e o balanço da época:

Perguntas rápidas:

1- Alguma equipa o surpreendeu ou encheu as medidas com o futebol que apresentou?

2- Alguma equipa que o tenha desiludido ou ficado aquém do que estava à espera?

3- Em termos individuais, pode apontar alguma figura do campeonato?

4- O melhor momento da época?

5- O pior momento da época?

6- No seu entender e pelo futebol jogado, Moçarriense, União Desportiva Abrantina e Rio Maior, foram efectivamente as equipas que mereceram descer de divisão?

7- Como avalia o desempenho da arbitragem nesta época?

A próxima época:

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome