ABRANTES: XIV Feira Nacional de Doçaria Tradicional reúne até domingo 30 doceiros profissionais

Feira Nacional de Doçaria Tradicional. Foto: mediotejo.net

A divulgação de doces tradicionais e conventuais de todo o país é o objetivo que leva 30 doceiros a participar na XIV Feira Nacional de Doçaria Tradicional, que se realiza a partir de hoje em Abrantes, no espaço do Mercado Criativo.

O certame, organizado pela Tagus – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior em parceira com a Câmara Municipal de Abrantes, pretende constituir-se como “um desfile da doçaria tradicional do país, com a presença das tigeladas, da palha de Abrantes, das broas de mel e bolos lêvedos, mas também com as geleias, as compotas e as bebidas licorosas”, a par de ícones nacionais como são o caso dos pastéis de Tentúgal, dos ovos-moles de Aveiro ou das cornucópias de Alcobaça.

Do programa destacam-se as oficinas de confeção das tradicionais broas fervidas para pais e filhos, na tarde de sábado, dia 24, a de compotas, na manhã desse mesmo dia. Em que além de ser mostrado aos participantes como se fazem, também serão dadas noções de como comercializar este produto.

A abrir o certame, na tarde de hoje, sexta-feira, dia 23, haverá uma demonstração ao vivo pelo Chefe Fernando Correia da confeção de Palha de Abrantes, o ícone da Cidade.

Na feira estão confirmadas a presença de 30 expositores de doçaria, mel, licores e compotas provenientes de Felgueiras, Aveiro, Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos, Torres Novas, Sertã, Ponte de Sôr, Portalegre, Évora, Abrantes, Constância e Sardoal. E também das ilhas dos Açores e da Madeira.

A feira vai realizar-se espaço do antigo mercado de Abrantes até ao próximo domingo, implica um investimento de 40 mil euros e apresenta este ano um “acréscimo muito significativo de atividades paralelas organizadas e dinamizadas por associações locais”, nomeadamente de âmbito desportivo.

A primeira será uma aula de zumba, pelo ginásio Crossfitness, na manhã de sábado. À noite, pelas 21h de sábado, irá acontecer o 1º Night Trail Urbano “Os Palhinhas”, dinamizado pelo COA – Clube de Orientação e Aventura e pelo ABT Night Runners.

Corridas noturnas com obstáculos pelo Centro Histórico, de aproximadamente 7 kme 3,5 km, com direito a prémios para os três primeiros classificados de cada escalão. No domingo, pela manhã, decorrerá o 4º Passeio em BTT “Na Rota da Palha de Abrantes”, de dificuldade média, com aproximadamente 25km, organizado pelos Branquinhos do Pedal, da Associação Cultural Desportiva e Recreativa de Chainça, e que pretende assinalar os locais emblemáticos da doçaria abrantina.

Pedro Saraiva, técnico coordenador da Tagus, disse ao mediotejo.net que a edição deste ano “é a maior” em termos de atividades dentro e no exterior do certame, admitindo existir a expectativa de acolher “entre quatro a cinco mil visitantes ” nesta mostra dos doces mais representativos do país.

“É uma oportunidade para se fazer negócio e para se ficar a conhecer alguns dos segredos mais bem guardados de conventos e mosteiros de Portugal e a média aponta para visitantes nessa ordem de grandeza”, referiu.

Além da exposição do Palhinhas, que este ano trará trabalhos das escolas do concelho sobre a personagem animada da história da Palha de Abrantes, haverá uma mostra sobre “A arte de esculpir em casca de ovo” de Carlos Neves. O minhoto, que é considerado um dos melhores escultores do mundo neste tipo de material, trabalhará ao vivo durante o certame e explicará aos interessados algumas das suas técnicas.

Já para os mais pequenos, na tarde de sábado, irá decorrer o espetáculo infantil “As receitas do chefe Luigi”, um teatro com magia e malabarismo. Também para as crianças, no recinto, existirão pinturas faciais e balões.

A Feira Nacional de Doçaria, que se realiza desde 2002, contará na edição deste ano com uma “nova reorganização do espaço, no sentido de proporcionar mais momentos de convívio e lazer aos visitantes”, explicou Pedro Saraiva, acrescentando que “haverá música, dança e teatro e outros espetáculos dedicados a miúdos e graúdos”.

O 3º Encontro de Música Tradicional Portuguesa, integrado neste evento, animará todos os dias o Mercado Criativo de Abrantes (antigo Mercado Municipal), com grupos da Batalha, de Monforte, Alter do Chão e Abrantes. No domingo, irá atuar o grupo de danças populares “A Companhia dos Alegres”.

Também os comerciantes do Centro Histórico unem-se ao doce evento, decorando as suas montras com objetos alusivos à doçaria e a esta época do ano, em que as crianças têm a tradição de pedir “os bolinhos”, no Dia de Todos-os-Santos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here